Lei Maria da Penha – Não funciona, protejam a vocês e seus filhos


Nunca imaginei passar pelo que passei hoje em uma audiência aqui em São Paulo, após ter sido agredida fisicamente, moralmente pelo meu ex marido, ter aberto processo Maria da Penha, passar pelo IML, e tudo que possam imaginar, quase fui presa por não entender o que a Juíza estava dizendo e ter perguntado a ela o que disse que não havia entendido.

Meu filho de 5 (cinco) anos presenciou um pai, que a advogada disse que não posso citar que usa drogas pesadas, mas usa sim e vou dizer ao mundo o que eu quiser. Fui espancada brutalmente na hora de pegar meu filho, sem nenhum porque, e ainda meu vizinho, na época meu irmão, foi me ajudar, e o meu ex arrombou o portão dele com uma violência brutal e bateu em meu irmão, desfigurando a face dele. E meu filho, vendo um mar de sangue na frente dele.

No fórum de Santana tem tudo certinho, agressão feita a nós (eu e meu vizinho), o MP disse que mesmo que eu entre com suspensão de visitas não irão dar, e que se eu deixar de entregar a criança vou presa.
Meu filho faz tratamento desde aquela época (10 meses), chora a noite, diz que não quer ir com o pai de forma alguma, tem sono agitado, desde que ele viu um mar de sangue.

Fui extremamente destratada pela promotoria e pelo ministério público.

Não contem mesmo com a justiça nesse pais, ela é cega como a estátua dela, ela tem que ser reformulada.
Em desespero dizendo a juíza que era espancada há anos, quer saber…eles não estão nem ai.

Por esse motivo tantos pais jogam seus filhos do sexto andar e daqui a pouco estarão na rua, pai se joga com filho, ou pai mata mulher e foge com a criança. Sabe porque fazem isso? Porque sabem que a nossa justiça está do lado dos psicopatas e não do lado dos que lutam para que seus filhos tenham o mínimo de sanidade mental, e possam ser seres melhores.

Para mim, ou entrego ou serei presa por mais de 30 dias. O meu filho é claro que não quer ir com o pai depois do mar de sangue, e vi nos autos que como primário só deve ter pena de serviços comunitários, depois de arrombar casa, bater em duas pessoas brutalmente, desfigurando o rosto de uma pessoa, e o filho presenciando tudo isso além da mãe ser socada.

Me resta fugir antes de ser presa.

E as mães que puderem e estão passado por isso, não contem com a nossa justiça brasileira, ela simplesmente não existe, e se prepare para apanhar e ainda ser maltratada pelos juizes que se acham deuses.

Sorte!
KK

About these ads