Profecias Maias, segunda e terceira…continuação


images91.jpg     A 2a PROFECIA:

A 2a profecia anunciou que o comportamento de toda a humanidade mudaria rapidamente a partir do eclipse solar de 11 de agosto de 1999. Naquele dia vimos como um anel de fogo que se recortava contra o céu, foi um eclipse sem precedentes na história em cruz cósmica com o centro da terra de quase todos os planetas do sistema solar. Eles se posicionaram nos 4 signos do zodíaco que são os signos dos 4 evangelistas, os 4 guardas do trono que protagonizam
o apocalipse segundo São João. Além disso, a sombra que lua projetou sobre a terra atravessou a Europa, passando por Corsovo, depois pelo Oriente Médio, Irã, Iraque e posteriormente dirigindo-se ao Paquistão e a Índia. Com a sua sombra ela parecia prever uma área de conflitos e guerras.

Os Maias sustentavam que a partir desse eclipse, o homem perderia facilmente o controle ou então alcançaria sua paz interior e tolerância evitando os conflitos, então viveremos uma época de mudanças, que é a ante-sala de uma nova era, a noite fica mais escura antes do amanhecer.

O fim dos tempos é uma época de conflitos e de grande aprendizagem, de guerras, separação, loucura que vai gerar por sua vez processos de sofrimento, destruição e evolução.

A Segunda profecia indica que a energia que se recebe do centro da galáxia (Cinturão de Fótons) aumentará e acelerará a vibração em todo o universo para conduzir a uma maior perfeição. Isso produzirá mudanças físicas no sol
e mudanças psicológicas no ser humano que mudará sua forma de pensar e de sentir. Serão transformadas as formas de relacionamento e de comunicação, os sistemas econômico-sociais de ordem e justiça, serão mudados as convicções
religiosas e os valores que aceitamos hoje. O ser humano irá defrontar-se com seus medos e angustias para solucioná-los e assim poderá sincronizar-se com o ritmo do planeta e do universo.

A humanidade irá se concentrar no seu lado negativo e poderá ver claramente as coisas ruins que estão fazendo, esse é o primeiro passo para mudar de atitude e conseguir a unidade que permite o surgimento de consciência coletiva.

Serão incrementados os acontecimento que nos separam mas também os que nos unem, criando uma instabilidade emocional, o medo, a agressão, o ódio, as
famílias em dissolução, os enfrentamentos por ideologia, religião, modelos de moralidade e nacionalismo. Simultaneamente mais pessoas encontrarão a paz
interior, aprenderão a controlar suas emoções, haverá mais respeito, serão mais tolerantes e compreensivas, encontrarão o amor e a unidade. Surgirão homens com altíssimos níveis de energia interna, pessoas com sensibilidade e
poderes intuitivos para a salvação. Mas também surgirão farsantes que pretenderão obter lucro econômico as custas do desespero alheio.

Os Maias previram que a partir de 1999 começaria a era do “tempo e não-tempo”, uma etapa de mudanças rápidas necessária para renovar os
processos geológicos, sociais e humanos. Ao final do ciclo cada um seria seu próprio juiz, será quando o ser humano entrará no grande salão dos espelhos para analisar tudo o que fez na vida. Ele será classificado pelas qualidades que conseguiu desenvolver na vida, sua maneira de agir dia após dia, seu
comportamento com o semelhante e com o planeta.

Todos irão se posicionar segundo o que são, os que conservam a harmonia entenderão o que aconteceu como um processo de evolução no universo. Por outro lado, haverá outros que por ambição ou frustração culparão os outros ou a Deus pelo que acontecerá.

Serão geradas situações de destruição, morte e sofrimento. Mas elas também darão lugar ao mesmo tempo a circunstancias de solidariedade e respeito pelo semelhante, de unidade com o planeta e com o cosmos. Isso significa que o
céu e o inferno estarão se manifestando ao mesmo tempo e cada ser humano viverá em um ou em outro dependendo de seu próprio comportamento. No céu com a sabedoria para transcender o que acontecerá. No inferno para aprender com
a dor e com o sofrimento. Duas forças inseparáveis, uma que entende que tudo no universo evolui para a perfeição, que tudo muda, outra envolta em um plano de materialismo que só alimenta o egoísmo. Na época da mudança dos
tempos, todas as opções estarão disponíveis e praticamente sem censura de nenhum tipo de valores morais serão mais frouxos que nunca para que cada um se manifeste livremente como é.

A 2a profecia afirma que se a maioria da população mudar seu comportamento e se sincronizar com o planeta serão neutralizadas as mudanças drásticas que serão descritas nas seguintes profecias. Devemos estar conscientes de que o
ser humano sempre decide seu próprio destino especialmente nessa época. As profecias são apenas advertências para que tomemos consciência da
necessidade de mudanças de rumo para evitar que isso se torne realidade.

A 3a PROFECIA:

A 3a profecia diz que uma onda de calor aumentará a temperatura do planeta provocando mudanças climáticas, geológicas e sociais de magnitudes sem precedentes e a uma velocidade assombrosa.

Os Maias disseram que esse aquecimento se dará por vários fatores. Alguns deles pelo ser humano, que por sua falta de sincronismo com a natureza só poderá produzir processos de auto-destruição. Outros fatores serão gerados
pelo sol, que ao acelerar sua atividade pelo aumento da sua vibração, produzindo mais irradiação aumentando a temperatura do planeta.

Cada um de nós, de uma forma ou de outra, ajudamos a desflorestar o planeta ou contaminá-lo. Com nossos automóveis, jogando lixo nas ruas e parques
públicos, contribuimos para que o clima do planeta volte-se contra nós. As mudanças já estão acontecendo, mas como estão acontecendo muito lentamente, nos adaptamos a elas e nem as percebemos.

O processo global de industrialização que teve lugar no século XX mudou dramaticamente a atmosfera com suas emissões de gases tóxicos. As chaminés contaminantes de milhões de fábricas indiferentes ao dano que causam, modificaram as temporadas de chuvas, as estações e o clima.

Em milhões de lugares no planeta ainda se cozinha à lenha, sem contar as queimadas agrícolas, as queimadas criminosas e as acidentais, criando fogueiras que emitem grandes quantidades de fumaça, cinzas, vapor d´água e
gás carbônico (CO2).

Tudo isso deu lugar ao aparecimento do efeito estufa, pois a concentração de CO2 que ficam flutuando na atmosfera reage quimicamente com dióxidos aumentando a temperatura. O ar que respiramos está cheio de partículas de
monóxido de carbono (CO), dióxido de nitrogênio (NO2) e metano (CO3) produto resultante da combustão da gasolina no motor de milhões de automóveis e de milhares de usinas térmicas e de geração de eletricidade.

A depredação de selvas para terras de cultivos ou para ampliar as cidades tornou-se uma prática comum. Os bosques que purificam o ar ao transformar gás carbônico em oxigênio, são incendiados. O ser humano não é consciente do
mal que está causando ao planeta, nem que é preciso plantar para repor a vegetação que consome. O planeta transformou-se em um grande depósito de lixo. Enviamos containers com resíduos radioativos para o fundo do mar,
carregamos navios inteiros com substancias não degradáveis.

As variações climáticas, conseqüências das relações danosas do ser humano e das mudanças do comportamento do sol, produzem uma alteração das chuvas, diminuem sua intensidade, quantidade e regularidade. O aumento da
temperatura produzirá fortes ventos, furacões e tufões.

Os furacões Mitch, Ivan, Jeanne e outros que causaram extrema destruição, e os fenômenos associados ao El Niño são evidencias da tendências para grandes desastres causados pelo clima.

O sistema hídrico é fundamental pois cerca de 70% da superfície do planeta está coberta por água. Com o aumento da temperatura, diminui a umidade
relativa do ar que trará como conseqüência menos nuvens e maior exposição ao sol, agravando assim o problema, assim será evaporada a água dos solos, produzindo muitas secas e grandes incêndios em todo o planeta, a falta d´água produzirá graves inconvenientes à vegetação, reduzindo seu
crescimento e diminuindo consideravelmente o tamanho das colheitas. Ao reduzir-se a quantidade de água das chuvas, diminuirá também o fluxo dos açudes e lagos, criando sérios problemas à fauna da terra.

Tudo isso causará um forte impacto na economia, haverá desabastecimento e muitos produtos que dependem do clima como a água, as folhagens, os cereais, os pescados e a geração de energia elétrica terão aumentos vertiginosos de
preço, serão épocas de racionamento de eletricidade, de fome e descontentamento social, aumentará o número de pragas, insetos e doenças tropicais como a malária.

O comportamento do ser humano será crucial para suportar o aumento geral da temperatura causada pela sua própria conduta inconsciente e depredatória.

Quarta e quinta profecia em próximos posts

Anúncios

7 pensamentos sobre “Profecias Maias, segunda e terceira…continuação

  1. Pelo amor de Deus, estariamos,ja, vivendo a teoria da Kaliuga.
    Nem a era de Aguarios,que seria uma epoca de paz e sabedoria, poderia amenizar o sofrimento do planeta.
    Parabens, pelo texto

  2. evedente que estamos acabando com o planeta, esquecemos de DEUS,esquecemos de de JESUS ( que deu sua vida por nós.), esquecemos da natureza que nós dá comida e abrigo, esquecemos do principal que é o AMOR ao proximo, que é a vinho e o pão, á vida, á paz, na verdade estamos só, até termos conciência de que somos um todo, como autorização do PAI, para viver tudo que nós foi preparado.

  3. Em suma, o Livro do Apocalipse e os antigos profetas bíblicos, revelam-nos que, primeiro haverá uma situação de caos generalizado que se instalará em todo o mundo. Essa confusão geral criará uma clima de instabilidade que nos levará a uma nova guerra mundial que podemos rotular de A Terceira Guerra. Essa Terceira Guerra Mundial vem aos poucos sendo materializada com o clima de rivalidade entre as nações ocidentais e orientais, principalmente no que diz respeito as questões árabes-muçulmanas e Israelense, aliadas ao domínio financeiro, econômico, comercial e militar que exercem as nações ocidentais imperialistas sobre o resto do mundo.
    Todos sabemos que os Estados Unidos e a Grã-Bretanha protegem O Estado de Israel de qualquer pressão internacional e dos estados muçulmanos estabelecidos no Médio-Oriente.
    Com o fim da Antiga União Soviética e a crescente hegemonia econômica da China Comunista, tecnologias outrora em poder dessas grandes potências nucleares, vem sendo repassada as nações muçulmanas mais fundamentalistas, como O Irã, A Síria e A Líbia.
    Em contrapartida, os Estados Unidos, A Inglaterra e a França, deixaram com que outras nações adquirissem poder nuclear e nada foi feito para impedir. Assim, Índia, Paquistão e o próprio Israel, possuem já a algum tempo, seus arsenais nucleares.
    No Extremo Oriente e na Ásia, nações como, Coréia do Norte, desafiam as potências Ocidentais na questão nuclear, que somente não é resolvida a força por causa da proteção da China aos norte-coreanos.
    No Oriente-Médio, o Iraque, muito embora não tenha nenhum arsenal nuclear, foi sumáriamente invadido pelos Estados Unidos com o apoio unilateral da Grã-Bretanha.
    Mas, a questão da invasão do Iraque, tem seus reais fundamentos na questão nuclear e bélica Iraniana, pois, as tropas norte-americanas e aliadas estacionadas do Iraque, protegem Israel e outros aliados ocidentais no Médio-Oriente, contra um possível ataque miltar e contra uma eventual invasão vinda do Irã, que primeiro teria que passar pelo território Iraquiano. O outro ponto na questão Iraquiana, é que, estacionadas no Iraque, as tropas norte-americanas, estão preparando um futuro ataque aéreo e terrestre contra o Irã, antes que esse país muçulmano, que não é árabe, mas, sim Persa, adquira mais poder bélico e possa contra-atacar primeiro.
    A invasão do Iraque, portanto, é em primeiro plano uma questão de estratégia militar e em segundo plano, uma questão de expansão do império norte-americano no Oriente-Médio, visando o controle de uma outra questão de segurança na região – O Petróleo.
    Mas, aquém, das questões e conflitos no Médio-Oriente, um outro problema surgirá tomando todo o mundo de assalto: A Europa Central – França e Itália -, serão sacudidas por graves questões sociais e políticas, que levarão essas duas importantes nações Latinas da Europa a um estado de revolução interna – guerra civil.
    Essas insurreições na França e na Itália, acontecerão quase que simultaneamente, envolvendo principalmente a Alemanha vizinha, pois, essas graves convulsões, terão razões políticas de cunho socialista que durarão de 3 a 5 meses até serem debeladas completamente. Mas, antes muita gente morrerá nessa guerra onde serão usadas até armas atômicas.

    “Vejo a Torre Eiffel dobrando-se até o chão, fundida pelas labaredas do fogo atômico. Vejo
    o Sena repleto de corpos de pessoas que se atirarão nas águas do rio em chamas para fugir do fogo.
    Velo sangue, fogo e discórdia caírem sobre Roma e o Vaticano, mas, Benedictus XVI, não estará na Santa Sé e sim na França, onde irá de encontro ao seu trágico destino”.

    Se avizinha uma grande convulsão mundial que surpreenderá a todos e será anunciado o fim do mundo. As pessoas esperarão o fim do mundo, mas, o mundo não chegará ao seu fim, mas, sim a um novo e curto começo, que nos levará 3 anos e meio depois, a um derradeiro fim.
    A grande maioria das pessoas acreditará no Príncipe de Trajos Brancos, que salvará quase que milagrosamente o mundo da destruição.
    Tudo o que acontecerá nos 5 meses antes dele assumir o seu reinado, será para preparar o sua vinda. A grande maioria das pessoas acreditarão que ele salvou mesmo o mundo e que ele foi enviado por Deus.
    Ele será aceito como o Salvador do Mundo, a guisa de Jesus, que foi recusado pelos seus e morto.
    O mundo o aceitará e o adorará como se ele fosse Deus.
    O Grande Rei, tornar-se-á Sumo Pontífice de uma nova igreja católica romana e Rei de um império apoiado por 10 nações poderosas.
    Tudo será mudado, o calendário e as leis atuais que regem nossa sociedade serão mudados e todos sem exceção, seremos obrigados a aceitar a Nova Ordem Mundial que será instaurada e imposta a todos: sejam ricos ou pobres, grandes ou pequenos, livres ou escravos. Quem não aceitar as imposições da Nova Ordem Mundial será perseguido e morto.
    Mas, lembremo-nos do que disse Jesus:

    “Aquele que achar a sua vida, esse a perderá, mas, aquele que perder a sua vida, esse a achará”.

    Portanto, aqueles que não tiverem medo de morrer, serão salvos, mas, os que aceitarem e adorarem O Anticristo, renunciando a sua fé no Cristo por medo da morte, esses não encontrarão a salvação, mas, sim a destruíção.

    “Aqueles que tem ouvidos para ouvir, que oução o que a voz do Profeta vem dizer a todo o mundo: Vigiai e estais atentos aos sinais que serão dados as todas as gentes de todas as nações antes do derradeiro fim”.

    O PROFETA MUNDIAL

    http://WWW.WORLDPROPHET.UBBIHP.COM.BR

  4. 7 RAZÕES PARA O CUMPRIMENTO DAS PROFECIAS

    PEQUENA RETROSPECTIVA HISTÓRICA DOS CONFLITOS NO ORIENTE-MÉDIO

    1 – O CONFLITO ÁRABE-ISRAELENSE

    As feridas históricas entre os filhos de Jacó e os filhos de Ismael; ambos meio irmãos e pais do povo judeu e árabe respectivamente; nunca cicatrizaram. O ódio entre irmãos, depois de centenas de invasões, diásporas e guerras sangrentas, atravessou os séculos e chegou até nossos dias.
    Assim que Israel foi fundado como Estado independente em 1948, exércitos árabes atacaram o novo Estado judeu, que na época tinha apenas seis tanques da segunda guerra e um avião da primeira guerra e mesmo assim conseguiu deter a invasão. Mais tarde em 1967 estourou a chamada guerra dos seis dias, que quase detonou uma terceira guerra mundial, quando uma coalizão entre Egito, Síria e Jordânia atacou de surpresa pelo Norte, o Sul e o Leste, o Estado de Israel, com cem mil soldados. Israel escapou por milagre, quando os exércitos da, então, chamada RAU-República Árabe Unida – pararam no deserto para reabastecer e descansar, quando o exército de Israel contra-atacou provocando o recuo das forças árabes. Naquela época Israel ocupou o Golan, uma região montanhosa situada ao sul da Síria, antigamente chamada de Basã, então, usada como base de lançamento de mísseis contra Israel. O Golan já foi devolvido à Síria. Na mesma ocasião, Israel ocupou também a península do Sinai que já foi devolvida ao Egito. A Cisjordânia, também anexada na época por Israel, ainda continua ocupada e ao que parece não vai ser devolvida por questões de segurança, pois, é no território ocupado da Cisjordânia que está a cidade de Jerusalém – atual capital do Estado de Israel.
    Em 1973, houve uma nova tentativa de destruir Israel por parte das nações árabes na chamada guerra do Yon Kippur, no dia da expiação – um importante feriado judeu. Em 1982, cansado de ser ameaçado, Israel ordenou a primeira invasão e ocupação do Líbano, que anos mais tarde foi devolvido ao governo libanês.
    Todos os dias ouvimos falar nos tele-jornais, dos conflitos e atentados que não tem fim entre palestinos e israelenses, que todos sabemos aonde vai dar e com certeza não será em paz duradoura entre os dois povos irmãos, pois, todos sabemos que o centro da controvérsia e da disputa histórica entre árabes e judeus é a cidade santa de Jerusalém.

    2 – A OPERAÇÃO TEMPESTADE NO DESERTO

    Em Dezembro de 1990 o, então, presidente dos Estados Unidos George Bush (Pai) ordena o primeiro ataque ao Iraque de Saddam Hussein, que invadiu o Kwait com suas tropas. Saddam revida como pode e na saída do Kwait, mandou queimar poços e refinarias de petróleo.
    A chamada Guerra do Golfo que durou cerca de dois meses, mostrou ao vivo para o mundo inteiro pela primeira vez a guerra tecnológica como num verdadeiro War Game – (Jogos de Guerra). A guerra terminou devido às pressões internacionais e com o fracasso dos Estados Unidos na tentativa de derrubar o governo de Saddam Hussein. Em 1994 e 1998, os Estados Unidos lançam diversos bombardeios ao Iraque, em desrespeito por parte do governo daquele país as resoluções e sanções da ONU.

    3 – ISRAEL E OS PALESTINOS

    Em 2000; depois de o primeiro ministro israelense Ariel Sharom entrar desrespeitosamente na mesquita muçulmana de Al Aqza, teve início a mais sangrenta rebelião palestina contra Israel – a chamada Entfada – que detonou Jerusalém e os territórios ocupados. Israel reagiu violentamente aos ataques e tudo se acalmou com a promessa de um Estado Palestino em 2005, com a intermediação dos Estados Unidos, o que foi chamado pelos americanos de Mapa do Caminho.

    4 – O 11 DE SETEMBRO

    Em 11 de Setembro de 2001 Nova York desperta com o primeiro ataque real ao território dos Estados Unidos. Terroristas árabes, liderados pelo mega-terrorista saudita Osama Bin Laden, seqüestram 4 aviões de 2 companhias aéreas norte-americanas.
    2 desses aviões atingem as duas torres gêmeas do World Trade Center que cerca de 10 minutos depois desabam ainda em chamas aos olhos do mundo todo que assiste ao vivo a superpotência norte-americana ser humilhada em seu próprio território. O terceiro avião atinge o Pentágono que é parcialmente destruído e o quarto avião; cujo alvo supõe-se era a Casa Branca; é abatido no ar e cai na Pensilvânia.
    Mais de 3 mil pessoas morrem na maior tragédia americana da história. O então, presidente norte-americano George W. Bush (filho) declara guerra ao terrorismo internacional e ordena o ataque ao Afeganistão derrubando o governo Taliban daquele país, desmantelando o quartel general da rede Al Qaeda, a organização terrorista de Osama Bin Laden, cujo governo afegão apoiava e acobertava.
    Osama Bin Laden nunca foi encontrado pelas forças especiais americanas.
    Os atentados aos Estados Unidos tem seu fundamento na questão palestina, entre árabes e judeus.

    5 – A OCUPACÃO DO IRAQUE

    Em março de 2003 com o apoio unilateral da Grã-Bretanha, Bush (filho) ordena a invasão do Iraque que sem resistência capitulou. Saddam Hussein foge e em 2004 é capturado para ser julgado no próprio Iraque.
    Hoje, o Iraque, ainda ocupado pelas forças americanas e aliadas virou terra de ninguém e está praticamente dividido em dois grupos que em meio a brutais atentados ameaçam mergulhar o país numa sangrenta guerra civil entre as facções xiitas (apoiadas pelo governo fundamentalista do Irã) e os sunitas (que ganharam a primeira eleição iraquiana após a ocupação).
    O território iraquiano está fora de controle, mas, encontra-se ainda (em 2007) ocupado pelas forças americanas e pelas forças de paz da ONU.
    Saddam Hussein foi condenado a forca em dezembro de 2006, pela uso de armas químicas – proibidas pela convenção de Genebra, que causaram a morte de centenas de curdos no norte do Iraque. Antes de ser executado Saddam Hussein afirmou que Jerusalém é dos árabes.
    Com o caos instaurado e se a guerra civil eclodir, o Iraque será dividido em dois.

    6 – ISRAEL E O LÍBANO

    Em 2006; após a prisão e morte de um soldado israelense por parte do grupo terrorrista Hezbolah, estabelecido no sul do território libanês; Israel ordena ataques maciços contra o Líbano, atacando com mísseis, bombardeios, navios e tanques, destruindo toda a infraestrutura do já destruído Líbano.

    7 – O IRÃ E A TERCEIRA GUERRA MUNDIAL

    Daniel capítulo 11:

    “Ora, no fim do tempo, o rei do sul lutará com ele; e o rei
    do norte virá como turbilhão contra ele, com carros e
    cavaleiros, e com muitos navios; e entrará nos países, e os
    inundará, e passará para adiante.
    Entrará na terra gloriosa, e dezenas de milhares cairão;
    mas da sua mão escaparão estes: Edom e Moabe, e as
    primícias dos filhos de Amom.
    E estenderá a sua mão contra os países; e a terra do
    Egito não escapará.
    Apoderar-se-á dos tesouros de ouro e de prata, e de
    todas as coisas preciosas do Egito; os líbios e os etíopes o
    seguirão.
    Mas os rumores do oriente e do norte o espantarão; e
    ele sairá com grande furor, para destruir e extirpar a muitos.
    E armará as tendas do seu palácio entre o mar grande
    e o glorioso monte santo; contudo virá ao seu fim, e não
    haverá quem o socorra.”

    O caos instalado e generalizado no Iraque e a não observância de Israel em dar aos Palestinos um Estado independente em 2005 – como estava previsto nas conversações de paz chamada pelos Estados Unidos de “Mapa do Caminho”- levará a uma guerra civil que provocará uma nova invasão vinda do Irã que lutará com o governo sunita apoiado pelos xiitas iraquianos. As potências ocidentais tentarão intervir, mas, a guerra se alastrará fazendo com que a face oriental do Iraque, localizada a leste do rio Eufrates, seja ocupada pelas forças Iranianas e xiitas.
    O atual governo do Irã está desenvolvendo mísseis, aviões de combate e um programa nuclear próprios e não vai parar de se armar, mesmo com as crescentes ameaças de sanções econômicas e de um provável ataque militar por parte dos Estados Unidos.
    Ao longo dos 3 anos e meio finais , o Irã se armará, reunirá forças e aliados e atravessará o grande rio Eufrates para atacar as forças aliadas estacionadas no lado ocidental iraquiano.
    O profeta Daniel revela no capítulo 11 de seu livro que, Persas (iranianos e afegãos), Líbios e Etíopes, atacarão Israel, Jerusalém e o Egito, mas, recuarão devido às ameaças do norte (dos Estados Unidos e da Rússia) e do Oriente (da China).

    *SE OS ESTADOS UNIDOS ATACAREM O IRÃ, O ORIENTE MÉDIO VAI FERVER EO MUNDO VAI TREMER, PORQUE O IRÃ NÃO É O IRAQUE!

    *JÁ ESTÁ NA HORA DA HUMANIDADE SABER A VERDADE SOBRE AS PROFECIAS E O FUTURO DO MUNDO!

    O PROFETA MUNDIAL

    PÁGINA DA INTERNET:

    http://OPROFETAMUNDIAL.GOOGLEPAGES.COM (SEM O WWW)

  5. O tempo :fui criança onde acreditei no mundo maravilhoso,tudo que via achava grande e era tão inocente,tinha medo de coisas bobas.Hoje vejo a dura e triste realidade o homem não é nada tudo é o dinheiro,a ganancia,produtos que fazem mal a saude sendo vendido sem nenhuma restrição:economia de um país tá na proução e no consumo:o mundo não tem mais jeito,terra queimara

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s