De frente para o espelho


gato-leao.jpg           

Olhe para você!!!

Tem se sentido mais feliz ou mais triste ultimamente?

Você tem o costume de perceber o que acontece com você, como você está, o que está sentindo, em que tipo de pessoa está se transformando?

Poucas pessoas gostam de ver suas fraquezas, afinal ver apenas os pontos positivos que possuímos é muito mais fácil que nos deparar com os negativos.

A verdade! Temos as duas coisas, pontos fortes e pontos A DESENVOLVER, sendo assim, os para desenvolver podem ser desenvolvidos e transformados para melhor.

Quando somos atacados em qualquer discussão familiar logo nos defendemos, dizemos, faço isso, isso, aquilo, porém quando alguém reclama de nós pouco damos ouvidos.

Mas como perceber que comportamentos podem mudar?

Veja-se no espelho, se não tiver um, imagine-se, veja você em cena, no seu dia-a-dia.

Já parou para pensar como as outras pessoas te vêem?

Sei que possuímos infinitas qualidades, podemos sempre fazer o melhor para tudo e todos. Mas para podermos crescer e nos aperfeiçoar, temos que nos perceber.

Parar antes de agredir alguém, pensar no que vamos explicar a alguém, porque sinceridade demais pode ser agressiva se não for bem colocada.

Se olhe, se escute…Sofremos muitas vezes de Síndrome de Gabriela “Eu nasci assim e vou morrer assim”. Mentira podemos mudar nossa forma de se colocar o tempo todo, o espelho mostra que podemos mudar (o cabelo, o visual, o batom, o cabelo branco que aparece, as rugas), se nosso corpo se transforma nossos comportamentos também.

Temos capacidade de melhorar o como falamos com as pessoas, como nos comportamos e nos colocamos. Se tivermos atitudes gentis com os outros, dificilmente surgirão problemas e picuinhas, seja em ambiente familiar ou de trabalho.

Veja, perceba… Você está atraindo para você uma série de picuinhas? Então se olhe no espelho e observe em cena.

Suas ações podem estar lhe dando problemas, reflita se anda sincero (a) demais, falando sem pensar. Atraia menos problemas para você.

Quer queiramos ou não somos seres que vivemos em sociedade, vivemos em família. Muitos egoisticamente dizem “que se dane”. Na verdade não é bem assim, estamos em movimento e criamos nossa REALIDADE, ela existe para nós, quanto mais flexível formos, menos problemas teremos, mas saiba que flexibilidade nas relações não significa subjulgar-se, é mais simples ainda…é saber se colocar.

Gentileza, Respeito, Simpatia, boas colocações, pensar antes de falar, não agredir sem tanto motivo, são comportamentos que jamais saem de moda.

Isso é a capacidade de poder aumentar o Coeficiente Emocional (QE) o saber lidar com as pessoas pode resultar em fonte de sucesso pessoal e emocional.

Olhe no espelho… O que pode melhorar?

Mude sempre que perceber que existe onde mudar.

Não esqueça sempre de se imaginar na mente do outro. Como será que estou em cena? E saiba que suas atitudes sempre terão retorno (que tipo de retorno?).

Lembre-se… Gentileza não sai de moda além de facilitar!

Sorte sempre!   

Anúncios

2 pensamentos sobre “De frente para o espelho

  1. “(…) flexibilidade nas relações não significa subjulgar-se, é mais simples ainda…é saber se colocar. (…) Não esqueça sempre de se imaginar na mente do outro. Como será que estou em cena? E saiba que suas atitudes sempre terão retorno (que tipo de retorno?). (…)”

    Ao longo de sete longos anos, em que tenho vindo a lutar contra uma depressão, tenho tentado fazer exactamente o que é descrito no parágrafo acima, por mim, transcrito do post. Mas desde que fui mãe, e por estúpido q possa parecer, sinto-me muito perdida e sem travões nas minhas atitudes e nos meus pensamentos! Com bastante dificuldade em colocar-me do lugar do outro…Estou assustada por ter um comportamento desconfortável e desagradável. E por isso criei um blog e estou a tentar encontrar c q conversar e q possa contribuir p q eu encontre novamente a luz no meu caminho…

    Tudo de bom,
    Um abraço,
    Joana

  2. Queria dizer que é possível sair deste estado triste que se encontra, com uma série de possíveis tratamentos e muita força de vontade.

    Junto aos tratamentos convencionais (terapia e um bom médico)existem tratamentos holísticos que também ajudam muito reiki, florais, entre outros.

    Se quiser dicas me avise. psicokk@yahoo.com.br

    Um abraço

    Karin

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s