Mais sobre crianças índigo e cristais


penguin.jpg 

Deuses e Deusas da Nova

Terra

Artigo canalizado do Arcanjo Miguel através de Kate Spreckley

aquamoon.jpg - 18395 Bytes

Nos últimos 5 anos muitos Trabalhadores da luz passaram por um processo de transição e ascensão. Esta transição tem sido de uma terceira e quarta frequência dimensional para uma freqüência dimensional Cristal ou de quinta dimensão. Isto tem sido, em alguns momentos, uma experiência muito traumática para muitos que tiveram que libertar e curar velhas feridas, velhos padrões e velhos relacionamentos, não apenas desta vida mas de muitas vidas passadas. Tivemos também que descobrir novas formas de ser, novos modos de equilíbrio, harmonia, felicidade, abundância e amor. Amor incondicional para nós próprios e para todos os outros, um tipo de amor que ainda não sentimos em nossas muitas encarnações neste planeta. Inicialmente a transição para a vibração Cristal foi iniciada pelo nascimento das Crianças Cristal, que começaram a encarnar no final de 1990. Estas crianças eram de uma vibração superior e eram, portanto, muito mais sensíveis às energias inferiores que dominaram o nosso planeta e a nossa sociedade. A missão destas crianças era trazer e manter a energia Cristal ou de 5ª dimensão. Estas crianças estavam tendo dificuldade em lidar com as energias inferiores e estavam achando difícil manter as suas vibrações superiores. Trabalhadores da Luz através do globo ouviram seus pedidos de ajuda e escolheram iniciar os seus próprios processos de ascensão para a Vibração Cristal. Devido ao grande número de pessoas em transição para o estado Cristal, fomos capazes de auxiliar a própria Terra a ascender e renascer como um Planeta Cristal.

Um dos maiores focos do processo de transição foi o retorno da Energia Divina Feminina, ou a energia da Deusa. Isto permitiu que enormes explosões de energia Divina Feminina entrassem nos nossos corpos e no da Terra. Parte de nossos processos era encontrar e manter o equilíbrio das energias Divinas Masculinas e Femininas dentro dos nossos próprios corpos. Isto foi feito para criar equilíbrio entre ambas as energias Divinas dentro de nós, e para permitir uma redistribuição ou equilíbrio de força para o Divino Feminino. Isto foi largamente alcançado, e como verão pelo recente desastre do Tsunami, a própria Terra está se equilibrando, pois o poder Divino Feminino foi acordado nela também.

Este equilíbrio de poder não tem sido visto na Terra desde os tempos da Lemúria, que existiu na frequência do Paraíso ou Céu na Terra. A Lemúria foi um paraíso onde todos estavam conectados como um só. Onde havia igualdade e equilíbrio entre todos os habitantes do planeta. Todos existiam num estado desperto e viviam conscientemente. Trabalharam com e tiraram o principal do Grande Deus e Deusa Divinos e co-criaram com o Um Divino.

Esta co-criação foi feita conscientemente e sempre com a intenção de manifestar apenas amor, paz, felicidade e abundância. Este era um lugar onde homens e mulheres viveram como iguais, nenhum dominando o outro. Não haviam divisões, nem falta e uma grande partilha e sentido de celebração foi criado entre toda a humanidade e os Reinos Angélicos, trabalhando juntos para criar o Paraíso.

Na Lemúria houve aqueles que escolheram partir e criar uma nova maneira de ser em Atlântida, onde começaram utilizando e construindo, baseando-se em tudo que tinham aprendido na Lemuria. Mas houveram muitos em Atlântida que perderam de vista o objetivo maior e começaram a usar e a abusar dos seus conhecimentos. Isto finalmente causou a destruição, tanto de Atlântida como da Lemúria. Alguns conseguiram partir antes da destruição e estabeleceram-se na América do Sul, na África e na Europa. Muitas dos antigos costumes da Lemúria e de Atlântida podem ser encontrados nas pirâmides do Egito e em muitos locais antigos da América do Sul e da Europa. Infelizmente os antigos costumes da Lemúria e de Atlântida foram esquecidos pela humanidade, e tivemos que recomeçar. Por muitos séculos a nossa sociedade e a nossa cultura trabalharam para subjugar o poder feminino à escravidão, submissão e fraqueza. Nosso mundo tri-dimensional foi organizado para actuar de acordo com a formula Masculina de pensamento e estrutura. Dominação, agressão, força e controle têm estado no âmago de todos os nossos relacionamentos e condições sociais. As qualidades Femininas de intuição, compaixão, não-violência, nutrição e cura foram desacreditadas. No passado a Deusa foi enfraquecida, mas não foi silenciada, foi permitido a ela falar, mas não foi ouvida.

Não tem havido equilíbrio de poder entre as energias Masculinas e Femininas no planeta, e a mulher tem tido que assumir frequentemente ambos os papéis Feminino e Masculino para sobreviver na nossa cultura. Muitos de vocês que já tiveram filhos perceberam que isto não funciona. As mulheres não são super-humanos e não são capazes de serem ou fazerem tudo.

Os papéis dos pais e parceiros foram obscurecidos, desigualados e desequilibrados. Agora é o momento de criar um equilíbrio que seja igual em poder e beneficie a todos. É especialmente o momento para homens e mulheres retomarem seu poder e trabalharem com a energia do Deus e da Deusa de forma que sejam fortalecidos para viverem vidas equilibradas, completas e saudáveis. Os papéis tradicionais necessitam de ser redefinidos e retrabalhados de maneira a que vocês possam dar apoio e amarem-se uns aos outros incondicionalmente. Isto não significa retornarem a papéis arcaicos baseados na força e na submissão, mas significa sim, redefinirem os seus papéis nos relacionamentos e na estrutura familiar. Um equilíbrio de forças precisa ser criado e, de fato, é isto que significa estar numa parceria ou num relacionamento. Existe o Arquétipo da Mãe ou do Pai, e o Arquétipo da Esposa ou do Marido. Estes papéis arquetípicos foram criados há milhares de anos, e estão relacionados com a Terceira Dimensão. Na Nova Terra que estamos criando, é hora de recriarmos estes papéis e definirmos papéis individuais que pertençam a cada indivíduo a nível de Quinta Dimensão. É extremamente difícil quebrar estes papéis convencionais, e requer coragem e um conhecimento consciente de quem vocês são, porque estão aqui e o que têm a oferecer à humanidade como um todo.

Atualmente a maioria dos homens e mulheres estão magoados, e a chave da cura não será encontrada em outra pessoa, mas numa jornada de Auto-Descoberta. Não há fim para esta jornada pois é um processo de aprendizagem para toda a vida. Uma aprendizagem sobre vocês mesmos, sobre a humanidade e sobre a vossa conexão com tudo. Uma vez tenham começado suas jornadas de autoconsciência e cura, acharão mais fácil amar e sentir compaixão por todos os outros. Uma vez que tenham descoberto isto em bases individuais, somente então serão capazes de começar a criar relacionamentos que sejam iguais e fortalecidos, onde serão capazes de começar um trabalho em conjunto, como uma equipa, amparando e amando-se uns aos outros enquanto trabalham e retribuiem à vossa comunidade numa escala global.

O equilíbrio do poder entre o Divino Masculino e o Divino Feminino é extremamente importante em relação às crianças. Se não houver um uso correto do poder, como poderemos como pais e responsáveis ser capazes de efetivamente cumprir as funções de pais e trabalharmos com as nossas crianças? Elas estão aqui para nos ensinarem novas formas de ser e novas formas de interagir, e a não ser que desçamos dos nossos pedestais e percebamos como eles estão conscientemente vivendo no presente, acabaremos destruindo não apenas a nós mesmos mas também as nossas crianças e o nosso planeta. Recebemos um magnífico presente nas nossas crianças e necessitamos tomar este conhecimento e este poder que elas estão oferecendo e usá-los para co-criarmos um paraíso onde vivamos todos como iguais, saudáveis, equilibrados e fortalecidos seres humanos. Elas nos deram o presente da ascensão e depende de nós tomarmos este poder e usá-lo de formas reais e significativas. Depende de nós como homens e mulheres conectarmo-nos com este poder e começarmos a usá-lo para criarmos as necessárias mudanças em nós mesmos, na nossa sociedade e no nosso mundo. Nós conseguimos o impensável – ascendendo rapidamente nosso planeta sem auto-destruição, e é nossa responsabilidade tomarmos este conhecimento e este presente e trabalhá-los, e criarmos a nossa versão de um Paraíso de Quinta Dimensão.

 http://www.starchildglobal.com/portuguesa/

Anúncios

11 pensamentos sobre “Mais sobre crianças índigo e cristais

  1. Karim
    Eu tenho uma sobrinha neta que está com sete meses, não tenho dúvidas de sua evolução espiritual. Ela nasceu no dia 07/07/2007, um dia que uma leva de cristais nasceram. E seu comportamento nos leva a perceber vários traços de um ser evoluído.
    Mas estou com uma dúvida, a família inteira está.
    Nos textos que leio sobre essas crianças, uma das características físicas é que elas são bêbês grandes. Ela não é e tem crescido muito lentamente. No mês passado ela não cresceu nem um centímetro.
    A família foi aconselhada pelo médico a fazer alguns exames. Essa é a única característica que a difere das crianças cristais. Poderia me responder se isso é determinante ou se não tem nada a ver tais questões.
    Agradeço desde já.

    Marly

  2. Marly,
    Ela pode ser sim uma Cristal, a questão de serem maiores não é via de regra, cada um de nós tem uma genética e todos os estudo sobre os cristais estão em andamento.
    Não se preocupe que ela crescerá o que for necessário, faça o acompanhamento médico e ela crescendo pode ser que nem eu, uma cristalzinha menorzinha…risos, mas feliz e com seus dons e potencialidades.
    Sorte Sempre!
    Karin Klemm

  3. Olá! Gostaria de ajuda para saber como detectamos uma criança índigo ou cristal. Gostaria, se possível, de uma opinião, pois acho que o meu filho se “difere” das outras crianças da mesma idade. Tenho um filho de quatro anos que por vezes não compreendo e minha mãe alertou-me para este tema. Ele é uma criança extremamente sensível, muito alegre, está sempre com um sorriso na cara, à excepção de quando está a observar algo. As pessoas adoram-no à primeira vista, algumas até comentam que gostam tanto dele e não sabem bem porquê, sentem necessidade de abraçá-lo e muitas delas são apenas conhecidas não tem grande proximidade com ele. Mas desde pequeno não consegue acatar uma ordem e contesta bastante, só faz o que acha que deve fazer, ou melhor, o que para ele é o correcto, mas é uma criança correcta não sendo nada mal-educado. De início, não conseguia lidar com ele pois era um pouco autoritária e não funcionava. Com o decorrer do tempo percebi se conversasse com ele com calma de uma forma delicada ele acabava por cooperar, acabei por aprender com ele. Coisa que o pai ainda hoje não consegue fazer, pois ainda não conseguiu compreendê-lo. Tem um problema de fala, pois começou a falar muito tarde mas consegue expressar-se muito bem através da expressão. Tem muita dificuldade em se concentrar, nomeadamente nos trabalhinhos da escola, parece que não gosta nada destes, mostrando por vezes indiferença. Distraí-se com muita facilidade. Tem alguns problemas de motricidade fina mas a nível motor é muito muito desenvolvido para a idade. É muito agitado por vezes assusto-me achando que tem episódio de hiperactividade. Colocámo-lo no desporto, para ver se acalmava um pouco, tem treinos diariamente ao final do dia mas ao contrário dos outros colegas que acabam de rastos nunca demonstra cansaço. Não suporta os ruídos fortes, acabando mesmo por entrar em pânico, desde música alta (apesar de ser muito sensível à música, reage como se estivesse noutro mundo quando ouve música calma), motas, carros ou multidões, detesta ver pessoas a discutirem ou a agredirem-se Manifesta-se, criticando quando alguém atira para o chão qualquer tipo de lixo, dizendo que aquilo está errado, não se faz, coisa que nunca foi necessário ensinar pois parece que nasceu com ele. Tem muitos muitos medos por vezes de coisas banais que não compreendo. Tem graves problemas de alergias e de pele, níveis demasiados elevados para a idade segundo o médico. É muito muito observador. E tem uma forte consciência do seu valor. Desde cedo foi muito ligado às novas tecnologias, demonstrando uma inteligência superior às outras crianças ou mesmo adultos a este nível. Ao experimentar pela primeira vez um computador ou um jogo novo não foi necessário explicar-lhe como fazê-lo pois conseguia sem qualquer dificuldade, explicando-me por vezes funcionalidades que eu própria desconhecia. Mais uma vez gostaria de salientar, pois é a sua principal característica, é um miúdo muito sensível a todos os níveis. Desde já agradeço a ajuda pois gostaria de compreender melhor o meu filho para poder ajudá-lo na sua caminhada.

  4. Xana,

    Por tudo que relatou não tenho dúvidas que seu filho é um índigo sim, e eu o caracterizo como um índigo artístico (Aconselho o livro Crianças Índigos da Lee Carrol e Jan Tober, da para comprá-lo nesse site na página principal na lateral). Eles tem todas essas características sim, e criar um deles requer muita paciência e amor, não atendem a grosserias de forma alguma pois sempre irão questioná-las, possuem sim grande potencial para informática, são muito espertos, porém por acharem chatas as matérias escolares eles as questionam mesmo, mas isso requer conversa para que tudo se enquadre.´
    Sei que é cansativo, mas tanto você quanto seu marido terão que conversar sobre a melhor forma de criar sem divergências, com conversas, no livro cita até as melhores formas de punições (mais os castigos e um lugar específico para pensar).
    Quanto aos problemas de saúde respondem melhor aos florais e homeopatia, pela irritabilidade percebi que a maior parte deles possuem alergias, e eles adoram as terapias alternativas pela energia ser sutil como as deles.
    Procure sempre ter o melhor ambiente em casa, a calma é importante para eles, e a calma em casa é de muita importância.
    Estamos lidando com crianças de alto grau de intuição e inteligência, não adianta tratá-lo como se ele não entendesse, converse como adulto mesmo se ele estiver se portando como tal, pois ele tem capacidade de entender.
    Sorte com ele, se caso precisar de florais marque uma consulta no http://www.karinklemm.com.br ou com alguém de sua confiança de sua região.
    Sorte Sempre
    Karin Klemm

  5. olá! tenho uma dúvida e gostaria que vc respondesse, se possível. Dizem que crianças cristal vieram para cá desde a década de 90, mas gostaria de saber se elas podem ter vindo em meados de 80. Pergunto por que muitos dizem que sou diferente, e assim me considero, tbem. Meus pais não tem muitas instruções e por isso desde pequena eu corro atras sozinha. Desde pequena consigo me ver em varios lugares ao mesmo tempo, tenho visoes, percebo e sei o que as pessoas dizem ou sentem. Minha maior dificuldade é sair na rua ou em ambientes que tenham muitas pessoas, nao consigo olhar pras pessoas por que consigo sentir o que sentem, inclusive onde tem problema e muitas vezes com quem. Sou extramamente sensível as pessoas, por isso fico sozinha. Sozinha me refaço. Mesmo sozinha vejo muitas imagens, diversas, hoje ja me acostumei, as vezes em paredes e em alguns lugares consigo ver coisas inacreditaveis. Não preciso nem de concentração, elas aparecem. Desde pequena por vontade minha leio evangelho do espiritismo e sobre psicologia. Sou extramamente comunicativa, tenho facilidade em ter amizades, desde pequena, desde meus 4 anos eu dou conselhos pra minha familia sobre como eles devem manter a casa, ou ate mesmo pa minha mae em relação ao meu pai, meu irmao eu o eduquei, praticamente Sempre fui contra ao que papai impunha, tive muitas discussoes porque nao concordava e ate hoje dizem que quando eu chego nas casas, as coisas melhoram. Sempre todos querem conversar comigo. Ficam admirados de eu saber dos problemas deles e de eu descrever alguem mesmo nao conhecendo a pessoa. Aos 22 anos traabalhava como medium no centro apométrico, todos ficavam admirados com as imagens que vinham facilmente e a forma rapido como era encaminhadas as entidades, sempre de uma forma muito doce. Não aguentei pois, as imagens ficavam muito presentes em minha cabeça. Não consigo mais pensar em atuar por causa das imagens que se fixam. Sou muito ativa, extremamente calma, desde pequena, e desde pequena eu nao seguia os conselhos da mãe, ela dizia que eu vim de outro planeta, por que eu fazia tudo diferente do que ela ensinava. Sempre ouvia uma voz dizendo o que era certo ou errado. Estudo demais, muito, as vezes preciso ver as imagens com calma e conversar com as pessoas que nelas se apresentam, é uma necessidade que ocorre. A percepção é tao forte que as vezes sinto dor de cabeça em perceber as celulas a fundo do ser humano. Percebo que sou diferente, mas nao consigo entender, fiz terapia porque passava mal em ver as pessoas e ver as imagens que surgiam, em sentir as energias, e aí cogitaram a hipotese no centro devido tudo isso de eu ser cristal, mas eu nasci em 80. Será?Obrigada. Aguardo uma resposta.

  6. Apartir do momento que me falaram que meu filho poderia ser um criança indigo, passei a observar e estou assustada, pois descobri que não sei lidar com ele, e quanto mais penso em ter calma, mas nervosa e sem paciencia fico. Estou necessitando de ajuda urgente!! para identificar se realmente ele é um indigo e para me auxiliarem na sua educação, não encontra psicologo no Rio Grande do Sul para me ajudar.

  7. Tenho um neto que foi diagnosticado como cristal
    É de 06.12.02.
    Dificuldade de fala, de atenção, sempre sorrindo,não aceitou leite de vaca, começou a
    comer carne aos 6, de vez em quando.Há quem
    acredite que é necessário(!)Não manifesta nada
    do que dizem de seres cristal.A gente pensa que tem dificuldade de aprendizado.De vez em quando surpreende diz algo profundo. Nunca se sabe o que sente…
    Extremamente introspectivo quanto ao sentimento
    pessoal. Com os humanos ou animais não é agressivo. Com os brinquedos, quebra ou desmonta tudo. Achamos um tanto sem noção do
    corpo, derruba, quebra, nos machuca na aproximação…Mistério!
    Gostaríamos de ajuda.

    • Sonia,
      Seria muito eficaz fazer o mapa numerológico dele, aconselho o Léo em http://www.espacovidaplena.com, ele grava em mídia e manda para o mundo todo, é fantástica a ajuda Pitagórica e saber da missão dele e como ajudá-lo mais.
      Florais e métodos de terapias alternativas é o que estão dando resultado com eles, em geral não respondem bem a alopatias.
      Fora os Cristais existem outros que estão aparecendo com várias nomenclaturas, mas independete delas o que importa são as potencialidades dele.
      Aconselho o mapa e muita observação, calma e entendimento.
      Como ele lidá com computadores e coisas tecnológicas?
      Sorte!
      Até Breve!

  8. Uma amiga minha, que é uma criança Cristal (agora na adolescência), disse-me que julgava que eu seria uma criança indígo.

    Eu não sei quase nada acerca deste assunto, e na verdade só ouvi falar dele este ano, há pouco tempo, mesmo. No entanto, é um facto que sempre me senti bastante diferente dos restantes e que a minha família em geral teve e tem dificuldades em lidar comigo, embora em não consiga entender bem porquê, já que eles é nunca procuram ver o meu ponto de vista e me querem forçar a interiorizar o deles, coisa com a qual eu não consigo lidar, fico fora de mim. Mas desde muito pequenina que não consigo tolerar isso, sinto uma espécie de raiva quando me dizem que uma coisa é assim só porque é, e sinto uma aversão enorme à sociedade em que vivo, e só o escrever sobre isso me faz sentir revoltada. Sou bastante curiosa, aliás, cheguei a apanhar um choque eléctrico por ter desmanchado um interruptor ligado quando tinha 2 anos. Tenho muitas dificuldades nas aulas, pois não me consigo concentrar por muito que tente, se o assunto não me interessa não sou capaz de focar a minha atenção de todo, e geralmente quando estudo entendo tudo bastante rápido e parece-me que já sei o suficiente, e não consigo mesmo focar-me em mais que isso, geralmente encontro outra coisa e começo a divagar. Contudo, há certas actividades e temas que despertam o meu interesse, por exemplo a música, e sou capaz de treinar e investigar sobre ele durante horas seguidas e nem dou pelo tempo passar. Outro problema nas aulas é o não conseguir estar quieta no lugar, e sempre fui uma criança muito activa. E bastante impaciente.O que me safa nos testes é o inexplicavelmente saber as respostas das escolhas multiplas, e isso nao sei mesmo explicar, simplesmente sei. Não sou capaz de ver ninguém a maltratar qualquer tipo de ser, mesmo um insecto. A minha mãe conta-me que sempre que me castigava, berrava comigo notava uma tristeza profunda e eu dizia-lhe que não pertencia ali, e eu recordo-me de me esconder atrás da porta do quarto sentada e de sentir inadaptada e incompreendida. Nunca fui muito aceite na escola e as outras crianças raramente me compreendem, logo consigo lidar muito melhor e manter diálogos mais coerentes com pessoas mais velhas e mais maduras que eu. Queixam-se da minha teimosia excessiva, e da minha maneira de confrontar as pessoas muito directamente, e estou ciente que o faço bastantes vezes, embora não me aperceba bem disso e de sentir uma necessidade que não consigo explicar de o fazer. Sempre fui demasiado sensível a tudo, tenho vergonha disso até, pois choro por tudo e por nada, e quando mais pequena, se me diziam “NÃO!” ou um “AI!” mais brusco, começava de imediato a chorar. Consigo pressentir se alguém me está a enganar, a manipular, e isso deixa-me muito enervada, não entendo como alguém tem necessidade de fazer isso. Além disso, sou capaz de ficar mais revoltada e indignada com as injustiças de outros do que as que me são aplicadas a mim, e se há algo que me deixa mesmo passada são as hierarquias com os consequentes abusos de poder. Tenho uma grande ligação com os animais, as plantas, o mundo natural em geral, adoro andar à chuva por exemplo, e sempre que me levavam para um shopping eu agarrava-me à porta da entrada e recusava-me a passar dela. Sempre escrevi muitos textos, a maioria deles causavam controvérsia na sala de aula, pois pelos vistos não podia escrever que uma àrvore fugia do quintal e vivia uma aventura em luta dos seus direitos como ser vivo. Quando escrevo as palavras saiem-me e geralmente impressionam quem as lê, embora em não faça esforço para as escrever, nem as pense, é como se já as tivesse lido algures, já as soubesse de antes. Tenho todos os meus sentidos muito apurados, especialmente a audição, a visão e o paladar. Embora não tenha nenhum vício, quando a minha família me contraria sinto uma vontade estranha de aderir a álcool ou drogas, embora nunca tenha sido capaz de o fazer, tenho uma consciência demasiado pesada e não sou capaz de fazer algo que seja errado sem me sentir terrivelmente culpada. Dizem-me que sempre fui uma criança perspicaz e inteligente, com uma memória muito selectiva, mas bastante boa para aquilo que me interessa.

    Muitas destas coisas são relatos da minha mãe e das pessoas que lidam comigo, e algumas são “confissões” minhas. Eu apenas fiquei curiosa acerca do ser ou não uma criança indigo, e essa minha amiga disse para eu escrever um texto com partes da minha personalidade e factos para alguém que soubesse mais sobre esta temática. Poderia elucidar-me acerca do assunto?

    • Mariana,
      Por tudo que escreveu me parece uma típica índigo, com aspéctos bem parecidos com o meu. Tem espiritualidade alta, cuidado mesmo com os vícios, eles são formas de escape.
      Tenha uma prática religiosa qualquer, faça terapia, será muito importante para você, pois necessita de autoconhecimento, e muito, desde a psicologia, numerologia, e tudo que quiser saber e estudar o porque estamos aqui e qual seu papel aqui.
      Sim, você é diferente e sinta-se confortavelmente diferente, veio para cá para abrir portas, mas ninguém disse que colocar um mundo de ponta cabeça para baixo seja fácil e que não sejamos perseguidas por isso ou “falarem de nós”, não ligue, faça sempre o bem e o melhor, opte pela calma, aprenda uma oração ou meditação, tome florais e reiki, serão fundamentais para que sua missão terrestre seja um sucesso.
      Opte pelo bem todo os dias mesmo.
      Sorte
      KK

  9. Olá! Meu nome é Jéssica e tenho 13 anos.
    Queria saber se sou uma criança índigo, pois, na minha opinião e na da minha familia, tenho todas as caracteristicas, me comporto desde de pequena como uma criança índigo, no entanto, só fui saber sobre esse assunto a apenas algumas semanas.
    Fiz um teste pela internet(mesmo sabendo que o resultado pode ser mentira) para saber a cor da minha aura e deu que ela era azul(disse apenas azul, ñ indicou se era índigo) e eu estava pensando em falar com especialistas para saber sobre isso.
    Gostaria de falar sobre isso com vc, e descobrir a verdade sobre minhas origens, já que desde pequena tenho visões do futuro e sinto espiritos e os vejo tbm. Quando os vejo sinto que estão pedindo minha ajuda, mas sei que ñ posso ajuda-lo sem controlar minha própria energia.
    Meu e-mail é winx_jessy@hotmail.com
    Bjs e espero sua resposta.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s