Diário de Bordo da Terra – Junho de 2008


DIÁRIO DE BORDO DA TERRA

JUNHO DE 2008

por Celia Fenn

earthlog

imagem por Jean-Luc Bozzoli em http://www.eyewithin.com

“Criança da Nova Terra” por Monique Monos da belgica em www.monos-art.be

18 de Junho: Uma Onda Poderosa de Harmonia e Amor Incondicional proveniente do Grande Sol Central : Esta não é mais do que uma breve atualização para compartilhar com vocês a chegada de uma Poderosa onda de Nova Luz e Som que alcançou a Terra esta manhã, proveniente do Grande Sol Central. Quando esta onda de Luz e Som me abraçou, constatei que ela era Puro Amor Incondicional, e que traz os códigos de Nova Informação para as mudanças de nossa Terra neste momento.

Esta é uma energia poderosa e a melhor maneira de lidar com este poder  é estar abertos e não resistir. A nova Energia de Amor, contida em forma de códigos  de informação, está trazendo a energia de Mudança. Seguindo o rastro do Trânsito de Vênus, A Nova Onda de Amor Incondicional traz uma informação nova e poderosa para as energias do Graal e da Chama Gêmea na Terra. Se repousarem nesta energia, sentirão um amor e uma ternura que penetrarão profundamente em seu Ser.

Entretanto, se ainda estiverem agarrando-se a medos e ilusões, podem achar que esta energia será difícil de lidar. Acima de tudo é uma energia HARMONICA e ela busca criar Harmonia. Neste hora podem estar seguros de que, se algo estiver em desarmonia certamente isso será mostrado a fim de que seja equilibrado e transformado em Harmonia.

Assim, vocês podem esperar ver assuntos em torno da Harmonia e Desarmonia, e vocês terão a oportunidade de trazer Amor e Harmonia para suas vidas de maneiras novas e significativas. É um momento para sentir e nos entrar de nas energias das Chamas Gêmeas de nossos próprios Corações, sentindo a União Potente e Amorosa das Energias Divinas no seu interior. Novamente recomendaria a Meditação do Sagrado Coração para alinhar e harmonizar estas energias.

À medida que vamos avançando para o momento do Lua Cheia e do Solstício do dia 20, sinto que este será um momento intensamente Sagrado, um tempo de poderosas energias de Paz e Harmonia. Será um momento significativo para o Planeta e para cada um de nós em nossa Jornada de Mudança e de Transformação. Porque, a Paz seguramente Prevalecerá na Terra. Esta é a hora, e os Novos Códigos de Luz para a Paz, o Amor e a Abundância na Terra estão afluindo do Coração da Fonte através do Grande Sol Central até a nossa Estrela Azul Terra para serem recebidos por nós como Bênçãos em nossas Vidas. 

Na verdade estamos sendo imensamente abençoados.

16 de Junho: Liberando as Ultimas Ilusões e Sonhando no “Agora”…..:  Esta semana foi particularmente dura para mim e, quando as energias ficam assim difíceis, geralmente significa que algo está se levantando ou movendo nos reinos energéticos. Vejo que Plutão retornou a Sagitário para dar uma última volta em torno, e assim estará até fim de ano! O que isto significa é que teremos  a última oportunidade de encarar nossas ilusões para redefinir quem nós somos e o que queremos antes de entrarmos completamente na nova consciência. é obvio as novas energias também estão afluindo, e assim a tensão se eleva quando nos vemos obrigados a enfrentar os últimos vestígios do velho, tentando nos adaptar ao novo. Não é de se estranhar que nos pareça tão difícil!

Estamos lidando com as ilusões e liberando-as por um tempo considerável agora. Esta época que estamos passando é aquela hora quando temos que finalmente confrontar as ilusões que nos foram mais queridas, aquelas que resistíamos liberar porque, de algum jeito, a nível profundo, definiam quem fomos na velha energia. E agora nos vermos forçados a confrontar essas ilusões tão profundas, e pode ser bastante doloroso liberar agora estas ilusões a fim de ficarmos livres para criar na energia da Nova Terra.

O Arcanjo Miguel falou sobre como precisamos nos definir e viver nossas paixões para que sejamos capazes de fluir com as novas energias da Abundância e do Amor Incondicional. E parte desse processo consiste em examinar nossos sonhos e desejos. Esta semana ficou muito claro que há muitas pessoas que continuam agarrando-se em sonhos que já não se encaixam mais com quem elas são agora. Todos mudamos e nos transformamos nos últimos anos,  e estamos diferentes. Deveríamos nos perguntar se continuaremos a nos agarrar em sonhos que pertencem a quem nós éramos anos atrás, e que poderiam ser irrelevantes para quem somos atualmente.

Esta é uma das razões da síndrome de “estagnação” que muitos de nós estamos nos confrontando agora mesmo. Esgotamos os sonhos e já não temos nada que nos leve adiante, e assim voltamos a cair em velhos sonhos e desejos  que já não são apropriados para quem somos agora. Neste caso, nosso EU SOU não pode trabalhar com o desejo, já que ele não tem conexão com o Agora e o Presente, pelo que o fluxo da abundância não pode manifestar esse desejo em forma presente.

Assim, Arcanjo Miguel nos encoraja a nos definirmos, a definirmos quem somos agora e o que é que essa pessoa sonharia e desejaria para si mesmo e para o Planeta. E se não definirmos a nós mesmos e nossas paixões, estaremos permitindo que outros nos definam, ou podemos ficar presos em definições passadas de quem nós éramos que não nos deixam crescer. Agora é de vital importância que nós cheguemos por completo no presente e que aceitemos e reconheçamos quem somos Agora, neste momento Presente. À medida que nos aproximamos de 2012 e, com ele a suspensão do tempo como conceito, se faz essencial que toda nossa energia e todo nosso poder estejam no fluxo criativo do momento presente e que sejamos capazes de motivar nossos sonhos e desejos a partir desse espaço real do Presente onde reside nosso EU SOU.

Suponho que isto tem muito que ver com amor próprio, e aprendermos a nos amar por completo tal e como vocês são agora. Muitos de nós não queremos reconhecer que o tempo passou e que aos 40 ou 60 não somos mais os mesmos que aos 20. Nossa cultura nos anima a manter uma juventude eterna, e muitos de nós ficamos presos em nossos 20 anos e conosco os nossos sonhos. O que sonhávamos e desejávamos aos 20 pode não ser adequado aos 40 ou 60, e devemos ir bem fundo em nosso interior a fim de renovar nossos sonhos para descobrir o que nos apaixona a esta altura e idade que temos agora. Fazer isto pode requerer que nos sentemos de verdade e passemos um pouco de tempo em silencio conosco mesmos para perguntar ao nosso EU SOU se os sonhos e desejos que estamos mantendo atualmente são apropriados para quem somos agora e se estão plenamente na realidade presente de quem sou. Porque só quando podemos localizar esse ponto de nossa Presença no fluxo do Amor Abundante, é que podemos assumir nosso poder de criar e de manifestar nossos sonhos e desejos como realidades presentes.

Quando estamos por inteiro no Presente, então somos capazes de encontrar esse fluxo e de modelar e dar forma à nossa realidade a partir de nossas paixões e desejos de uma forma continua. Dessa maneira podemos avançar com o fluxo, e sentimos o fluxo das abundantes bênçãos em nossas vidas. Quando estamos presos no passado então não fluímos, nos sentimos presos e ficamos a mercê das correntes da mudança que nos sacudimos em todas direções sem que nunca saibamos muito bem onde estamos. Mas quando encontramos esse ponto de presença em nosso Coração e em nosso Centro de Paz e de Luz, podemos começar de verdade a nos definirmos e a quem somos; e depois podemos passar para o fluxo da Graça e das Bênçãos.

Assim, para aqueles de vocês que estiverem como eu, examinando as últimas ilusões para deixá-las partir, saibam que este é o momento que o Espírito nos dá para atravessar este processo. Não tenham medo de liberar inclusive suas ilusões mais caras, porque provavelmente são estas as que precisam ir e que finalmente permitirão que vocês avancem com liberdade e alegria. Permitam-se serem fortes e poderosos, mas também abertos e vulneráveis. Permitam-se verem a si mesmos tal como são, um maravilhoso ser de luz, e deixem que este seja o ponto a partir do qual vocês criam. Se vocês se vêem de outro modo e se outros os vêem de outro modo, então isso é uma ilusão. Definam-se, conheçam-se e criem a partir deste ponto de Luz e de Sabedoria. 

 

9 de Junho: Paz Criativa ou Raiva e Desespero? A Escolha que temos Hoje: Ontem tive que escrever algo para o trabalho que farei em Toronto no Canadá em Agosto deste ano. Aqui está alguma coisa do que escrevi:

 “A Paz não é somente a ausência de conflito, é muito mais que isso. É um profundo estado de consciência que expressa amor, compaixão e unidade através da criatividade. Para sair do conflito que há em nossas vidas e no mundo, temos que entrar nesse estado de criatividade, paz e harmonia”.

 Isto parece especialmente importante agora que estamos atravessando este ano tão difícil de novas escolhas e novos começos. Quando olho as notícias nos meios, vejo as provas desta raiva e desespero tão profundos. Ontem no Japão um homem de aproximadamente vinte anos em um ataque de raiva matou  à toa várias pessoas em um bairro. Este não é exclusivamente um fenômeno Japonês, relaciona-se com outros incidentes similares em outros países, em que gente jovem recorre a formas violentas de expressar sua ira diante da aparência penosa e carente de sentido de suas vidas, quer seja disparando sobre os transeuntes em centros comerciais ou escolas, ou mediante a violência xenofóbica que recentemente se infestou em meu próprio país.

 E assim parece como se estivéssemos sendo devastados pela ira e o desespero no nosso modo de vida: aquecimento global, falta de mantimentos, elevados preços da energia, desemprego… e assim por diante. Muitos destas crises e pressões estão relacionadas com o fato de que o Planeta Terra mudou de maneira irrevogável e nos tornamos um planeta de cidades com todos os problemas que segue com a alta densidade de população nas cidades modernas no século XXI. Parece-nos que estamos presos em uma luta pela nossa própria sobrevivência e não nos sentimos precisamente como se estivéssemos ganhando. O processo de Ascensão nos está fazendo mais conscientes, mas não  necessariamente nos fornece as ferramentas para dirigir esta nova etapa de nossa evolução. Temos nos curado e a nossa criança interior, mas nos sentimos infelizes e sós. Vimos “O Segredo” e usamos todas as técnicas, mas ainda não parece que tenhamos suficiente em nossas vidas.

 E assim eu sugiro que nesta próxima fase temos que entrar nesta nova consciência da Paz Criativa. Temos que aceitar que, como um Coletivo, escolhemos criar cidades e habitar nas cidades, e temos que encontrar maneiras de fazer que a vida em nossas cidades seja uma forma de viver no Paraíso. Quando trabalhei com Arcanjo Miguel no Brasil com a Chama Dourada da Abundância e os Códigos do Paraíso na Amazônia, vi claramente que o “Paraíso” é um estado no qual todas as coisas estão em Equilíbrio e Co-existem em um fluxo de energia e alegria.  Não pode ser dito que isto seja verdade em nossas cidades. Criamos zonas imensas onde vivemos juntos, mas descobrimos ainda como criar esse fluxo entre nós mesmos e os outros e entre nós mesmos e a natureza, que constituirá a consciência do Paraíso.

Isto não vai acontecer em um dia, acontecerá quando nós, como Coletivo, fizermos esta escolha. Acontecerá quando nós, como Trabalhadores da Luz, despertarmos o suficientemente para nos tornarmos conscientes de onde estamos colocando nossa energia. Quer seja se estivermos temendo e esperando por uma enorme destruição de nossas cidades em desastres “naturais”, ou se mudamos para uma Paz Criativa e começando a sonhar um novo sonho para nossas cidades. Despertem os “Códigos do Paraíso” para nossas cidades, para que possamos criar um fluxo e um equilíbrio que trarão de volta a luz e o sentido às vidas das pessoas que vivem nas cidades. Não podemos viver todos em pequena cidades e ilhas tropicais, a maioria de nós vivem em cidades grandes e aí é onde criaremos o Paraíso.

 Pois bem, ontem enquanto olhava as notícias, me deparei com um artigo titulado “Eco-arquitetura, não ego-arquitetura”. Falava do ex-prefeito da cidade Brasileira de Curitiba, Jaime Lerner, e de suas experiências em trazer uma mudança positiva para Curitiba. Isto me chamou a atenção porque estive recentemente no Brasil e me deixou impressionada a energia e a visão dos Brasileiros. Angela, que organizou nosso workshop no Brasil, é de Curitiba, e é uma pessoa muito positiva, do gênero “determinado”. De fato foi incrível. Decidimos visitar Foz do Iguaçu na última hora, e Angela teve cerca de 5 semanas para organizar um workshop em uma outra cidade, encontrar um local, fazer todos os preparativos e encontrar as pessoas pata atender. Como podem ver nas imagens do Diário de Bordo da Terra do mês passado, foi maravilhoso, assim parece que as pessoas em Curitiba estejam ligados a isso talvez ….

 Então, aqui estão algumas palavras positivas de Jaime Lerner, do Brasil:

 “Curitiba não é um paraíso. Temos todos os problemas comuns que a maioria das cidades latino-americanas têm. Temos favelas. Temos as mesmas dificuldades, mas a grande diferença é o respeito dado pelas pessoas à qualidade dos serviços que são fornecidos.

 Chegamos a compreender que para mudar uma cidade você precisa de vontade política. Em segundo lugar, é necessário uma boa estratégia. Depois é preciso solidariedade e um sentido de co-responsabilidade.

 “Darei a vocês um exemplo de co-responsabilidade. Quando era governador, tivemos que limpar as enseadas. Em nosso estado propusemos aos pescadores a equação da co-responsabilidade. Dissemos: “Se pescarem um peixe, esse peixe pertence a você. Se recolherem lixo, iremos pagar a vocês. Quanta mais lixo pescarem, mais dinheiro terão”. Quanto mais limpa a baía estiver, mais peixes terão. É uma solução de ganho mutuo.

Depois de ter trabalhado em cidades durante 40 anos, eu estou dizendo á vocês que qualquer cidade pode melhorar sua qualidade de vida em menos de três anos, independentemente de sua escala ou condições econômicas. Tudo o que têm a fazer é organizar uma boa equação. A criatividade começa quando você corta um zero do seu orçamento.

 Poderia dizer que há três questões chave que são muito importantes, não só para a cidade em si mesmo mas também para todo o gênero humano. Um é o problema da mobilidade. Outra o da sustentabilidade. O outro é a diversidade social e a co-existência .

 Agora tememos a mudança climático e a questão da sustentabilidade. Existe o sentimento de que todos somos pacientes terminais sem que haja nada que possamos fazer. Mas há muitas coisas que podemos fazer. Tenho estado em encontros em todo mundo a respeito de novos materiais, edifícios verdes, novas fontes de energia, reciclagem – elas são muito importantes, mas não suficientes. Quando nos damos conta de que 75 % das emissões de carbono provêm das cidades, compreendemos que temos que trabalhar na concepção das cidades.

Uma cidade é uma estrutura para a vida e o trabalho juntos. Depois de todos estes anos compreendi que uma cidade que tem uma boa qualidade de vida atrai empregos. As pessoas não querem investir em lugares se ali não existe qualidade de vida.

 Tudo (em Curitiba) começou com as crianças. Durante seis meses começamos a ensinar as crianças de todas as escolas a separar o lixo e eles ensinaram isso a seus pais. Por isso desde 1989, durante quase vinte anos, a cidade de Curitiba teve a taxa mais elevada de coleta seletiva de lixo no mundo, em 70 %. Tudo começa com as crianças. Eu sou obcecado com a idéia de fazer que as crianças compreendam sua própria cidade porque, se a compreenderem, eles a respeitarão mais.

De algum modo toda cidade precisa mudar. Minha sensação a respeito das mega-cidades é que elas estão perdendo tempo. Estamos vivendo aqui, trabalhamos aqui, mas tirando o lazer em outros lugares. Uma das razões de eu estar tão orgulhoso de minha cidade é que cerca de 80 % da população vive nos diferentes bairros. Se você quer ter uma cidade humana, mescle as funções urbanas, mescle os salários, mescle as idades. Isso é bom para a coexistência, para a diversidade social, e isso reduz a violência. Percebemos de que a cidade é o que traz solidariedade. As cidades não são problemas, são soluções.

 A diversidade e a qualidade de vida são maravilhosas. Eu gostaria de acrescentar que uma cidade comprometida com seu futuro, na qual as pessoas são o mais importante, é uma bela cidade. Temos que mudar da “ego-arquitetura” para a !eco-arquitetura”….”

 Assim, neste tempo de mudança, escolha e novos começos, acredito que temos que estar suficientemente despertos para sair da “ilusão” de que todos somos “pacientes terminais” como Lerner coloca aqui, e ver que temos a habilidade de criar algo diferente. Somente podemos fazer isto se liberarmos o medo, a ira, a destruição e trevas, e começarmos a criar soluções positivas das crenças e energias positivas a respeito de nosso futuro neste Planeta de Quinta-Dimensão.

Podemos fazer isto por nossas Crianças.

Podemos fazer isto com nossas Crianças.

 Podemos começar hoje ao fazer a escolha de passar para um estado de Amor, Harmonia e Paz Criativa.

 É nossa Escolha.

7 de Junho: Autenticidade, Paixão e a Definição de si mesmo através da Escolha Criativa: Neste momento quando o planeta Vênus entra em seu trânsito do Sol, estamos sentindo verdadeiramente a dança das energias como uma necessidade de sermos sinceros conosco mesmos e definir nosso ser autêntico através de nossas paixões e escolhas. A dança do Masculino e Feminino Divinos cria um “puxão” magnético de energia que nos encoraja a colocar nossas chamas internas em alinhamento para criar através de uma autenticidade absoluta de Quem Nós Somos neste momento.

O problema, conforme estou experienciando em minha própria vida e vejo em outras, é que padrões da velha energia continuam aparecendo e tentando nos empurrar de volta a dramas e ilusões que verdadeiramente não têm lugar na Consciência da Quinta Dimensão. Parece realmente difícil nos mantermos centrados na Nova Terra e nas Energias Superiores da Paz e do Amor Incondicional, quando ao redor de nós o estresse e tensão do velho se desintegram e parecem reivindicar nosso foco e atenção.

O Arcanjo Miguel esta ciente do duro trabalho que os Trabalhadores da Luz estão realizando neste exato momento para elevar a Consciência Coletiva, tirando-a inteiramente da velha energia e para dentro da Nova Energia da Unidade. E assim, compartilhou comigo que neste ano de 2008, a “Ativação da Missão” Índigo entrará em sua próxima fase. As crianças Índigo que se encarnaram nos anos 70 vieram como grupo de alma com o expresso propósito de “dirigir” a Transformação do Planeta em um Lar Paraíso de Quinta Dimensão. Agora, estes seres estão entre o final dos seus vinte e trinta anos, e estão prontos para participar da sociedade dominante elevando sua energia mediante sua Paixão e seu Compromisso com um novo modo de vida. Neste exato momento, os adultos Índigo estão sendo guiados para os lugares onde podem melhor servir ao Planeta e sua evolução, por serem verdadeiros com si mesmos e com sua visão de vida.

Isto requer coragem…… como Trabalhadores da Luz e como Índigos, já que ambos os grupos trabalham juntos, temos que continuar definindo e escolhendo, escolhendo o que somos e como viveremos nossas vidas. Não podemos permitir que outros determinem isto por nós, nem podemos esperar que outros definam como serão nossas vidas. Neste momento, a Energia Dourada da Chama Gêmea tem que arder com força e verdade dentro de nós, para que possamos ser o nosso ser autêntico. E escutaremos a voz de nosso ser autêntico quando ouvirmos esta voz em nosso Coração e seguirmos sua orientação.

Talvez se perguntem, o que é o meu ser autêntico? …. e Miguel lhes dirá que seu ser autêntico é essa luz que está em seu centro expressando Amor e Criatividade, e que veio ao Planeta com o objetivo expresso de colaborar na criação do Novo Sonho para o Planeta Terra. Isto é de fato o que todas as almas vieram à terra alcançar, e precisamente o que se tornou mais esquecido e inconsciente é Quem elas São. Agora, enquanto despertarmos e nos tornamos Conscientes, podemos retornar à percepção do por que estamos aqui, e podemos descobrir isto através de nossas Paixões. Sua alma lhes dirá por que está aqui e o que tem que fazer para expressá-la. Cada um de nós possui um conjunto único de dons e talentos que podemos contribuir, e cada um de nós pode trabalhar com outros para assegurar-se de que ditos dons e talentos sejam expressados plenamente no trabalho de Sonhar e Co-Criar. Nesta hora é bom ir ao nosso interior e sonhar um pouco, peça a sua alma que mostre a você por que está aqui, e então faça as escolhas para a sua vida que espelhem a sua consciência desse conhecimento de si própria.

Posso compartilhar com vocês as minhas próprias experiências recentemente.  Quando retornei de minha recente viagem pela America do Sul fiquei bem contente de estar em casa. Acredito que qualquer que esteja fora de sua casa por um tempo reconhece este sentimento de “lar”. Realmente curti minha viagem e as pessoas com que trabalhei, mas também senti essa profunda alegria de ter voltado para meu próprio espaço com meu próprio povo. E pensei comigo mesma, sim, a África é minha paixão, com todas suas questões e problemas, é a paixão do meu coração. Mas depois, sabem? Uma pequena voz em meu coração disse, não, o Planeta é sua paixão! E me dei conta de que essa voz estava certa. A África me é familiar e tenho raízes de coração aqui, mas na realidade minha paixão pertence ao Planeta Terra e a todo seu povo. Minha paixão é o Amor e a Paz, e pelas Crianças que podem herdar uma Terra repleta desse Amor e dessa Paz, e assim o trabalho que realizo é um reflexo de minhas paixões. E preciso continuar me relembrando a mim mesma que isto é Quem EU SOU e é por isso que estou aqui, para não cair nas ilusões e velhos padrões de separação que são tão fortes neste momento. São fortes porque estamos trabalhando para finalmente nos liberar deles, e com a ajuda dos Índigos, este será o ano do “grande empurrão” ou da “grande elevação”, já que finalmente veremos a elevação da consciência da Terra para as Dimensões Superiores.

Assim, gostaria de compartilhar algumas novas imagens de algumas coisas que me apaixonam a respeito de Quem Eu Sou neste momento. A primeira é do grupo de Crianças com quem eu trabalho no Projeto das Crianças da África do Starchild Global. A foto foi tirada em nossa Horta Orgânica. As crianças posam para a foto com Wilma, nossa Coordenadora Comunitária, e com “Boetie” que trabalha no pomar em tempo parcial:

É uma imagem de povoado bem “Africano”, com roupa lavada na cerca e tudo! E aqui, uma foto da nova vida em nosso pomar! Uma nova colheita de tomates está começando a crescer!

Desde que neste momento a escassez de mantimentos no Mundo e na África é um grande problema, fizemos com as crianças uma aula de arte em torno da idéia do alimento. Pedimos então que falassem sobre como se cultiva o alimento no solo e o que se precisa para cultivar o alimento. Pedimos a eles que fizessem seus desenhos que incluíssem as três etapas do cultivo de alimentos: o plantio das sementes, o cuidado pelas plantas e a colheita. A semana que vem vamos fazer desenhos de comida em abundância para a África. Aqui estão as imagens enquanto as cabecinhas estão inclinadas em concentração, sonhando um sonho de abundância para a África e fazendo dele uma realidade em seus trabalhos de arte!

 

Tradução: Silvia Tognato Magini    silvia@starchildglobal.com

© 2007-8 Celia Fenn e Starchild Global
Creative Commons License
Este trabalho é licenciado sob a Creative Commons License.

Você está livre para copiar, distribuir, exibir e executar a obra, sob as seguintes condições: Você deve dar crédito ao autor, não poderá utilizar este procedimento para fins comerciais, e você não pode alterar, transformar ou basear – se neste trabalho. Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro para outros os termos da licençadeste trabalho. Qualquer uma destas condições podem ser derrogadas se você obter permissão do detentor dos direitos autorais. Qualquer outra finalidade de utilização deve ser concedida autorização pelo autor.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s