O HOMEM E SEUS BONECOS


O HOMEM E SEUS BONECOS

Era uma vez um HOMEM que tinha tudo o que queria.

Todos os seus desejos se realizavam porque tinha o dom da criação.

Isso a princípio foi muito estimulante e divertido, mas com o passar do tempo foi se tornando maçante e cansativo.

Um dia, esse HOMEM, sentado em seu imenso jardim teve uma nova idéia, pois ele era bastante criativo, que voltou a fazer com que se entusiasmasse pela vida novamente.

Imaginou assim: e se eu criasse um jogo, com vários personagens, situações diversas e começasse a brincar com cada um deles, mudando de vez em quando esses personagens de papel?

E assim ele foi criando um a um, uma história para cada ator representar e de vez em quando mudava seus papéis de atuação.

Isso se tornou divertido por um longo tempo, mas em determinado momento aqueles personagens começaram a achar que eram donos de si.

Que tinham controle sobre suas vidas, sobre as pessoas e coisas que conviviam ao seu lado e até mesmo sobre os lugares que estavam, e acabaram acreditando que eram únicos, individuais e poderosos.

Achando até mesmo que podiam interferir no papel dos outros atores, determinando o que deviam ou não fazer, o que era certo ou errado, bom ou ruim e acreditaram tanto nisso que se iludiram achando que eram donos da vida e do destino de todos.

Nesse momento o HOMEM que havia criado tudo aquilo percebeu que seus bonecos tinham enlouquecido achando que eram ele, e de fato não estavam tão errados assim, porque cada um daqueles personagens era parte sua, faziam parte da sua essência…

Mas, ele também sabia que assim como eles tinham se perdido, acreditando ser os personagens que representavam, teriam que perceber por si só que tudo não passava de uma ilusão, aí sim estariam curados.

E o tempo foi passando e aqueles bonecos cada vez mais se distanciavam do HOMEM que os havia criado e se envolviam no véu da ilusão, acreditando serem reais e individuais.

Não percebiam que quanto mais agiam assim mais doentes ficavam e mais presos a Matrix do ego se mantinham.

O HOMEM que os criara observava o quanto seus bonecos sofriam com tudo aquilo, mas não podia interferir porque tinha lhes dado liberdade para resolverem essa pequena rebeldia, e precisava aguardar o resultado dos acontecimentos dependendo das escolhas de seus bonecos.

Eles cada vez mais se envolviam em suas loucuras e totalmente perdidos nela começaram a eliminar outros bonecos, a fim de manter seus poderes, pois acreditavam que tudo aquilo era real e lhes pertenciam.

O grande segredo era que os bonecos tinham que perceber que eram apenas bonecos e aceitarem suas condições de personagens de um jogo, representarem seus papéis e depois se recolherem a mente do HOMEM que os havia criado.

E até hoje o HOMEM que os criou está esperando que isso aconteça.

E a história continua…

Que pena, seria tão fácil resolver tudo isso!

CARMEN ARABELA

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s