O que se passa no Planeta Terra?


ASAS

25 de Fevereiro de 2009

A SEPARAÇÃO DOS MUNDOS

Bem-Vindos!

Em tempos passados, quando éramos jovens e ingênuos, podemos ter imaginado que o processo da ascensão seria inacreditavelmente alegre, totalmente tranqüilo, e nos elevaria a uma dimensão mais elevada, onde flutuaríamos em uma nuvem no Céu, talvez comendo bombons durante todo o dia, ou talvez subitamente nos enchendo de Luz, enquanto os nossos desafios desapareceriam de uma só vez. Nós alcançaríamos a Terra Prometida onde o amor afluiria e nunca teríamos novamente uma experiência desagradável. Agora sabemos das coisas.

Embora certamente de muitos modos as coisas melhorem, mais e mais, e se fôssemos recordar, veríamos uma versão nossa muito diferente, o processo da ascensão ainda se apresenta de modos que podemos nunca ter imaginado. Enquanto começamos a ter uma vibração mais e mais elevada, e alcançamos planos mais elevados da existência, muito muda para nós, e encontramos sempre muitos desafios a fim de nos equipararmos e nos alinharmos com as vibrações mais elevadas com as quais nos encontramos agora envolvidos.

Este é um processo exaustivo e desafiador, mas pouco a pouco, nós compreenderemos que estamos sempre bem onde precisamos estar e experienciando apenas o que pretendíamos experienciar, exatamente no momento certo. E nos tornamos muito mais poderosos também, quanto mais luz portamos. A Terra Prometida está realmente em um horizonte próximo, mas chegar lá tem se apresentado de modos muito estranhos, milagrosos e inesperados. E paradoxalmente, quanto mais próximos estamos para chegar, mais compreendemos que na realidade não temos mais os mesmos desejos, e o serviço à humanidade com desconsideração aos nossos próprios desejos pessoais, pode começar a obscurecer tudo o mais, enquanto os nossos egos diminuem muito lentamente.

Enquanto nos encontramos em um espaço muito novo, neste último e novo degrau da escada da ascensão, sentimentos novos e inquietantes podem chegar também.

No outro dia, minha filha me confessou, zombeteiramente, que talvez eu tivesse me tornado “bipolar”, pois eu estive exibindo alguns comportamentos por vários meses que ela nunca tinha visto em mim antes. Ela alegou (sorriso) que eu estava extremamente feliz em um momento e absolutamente irritável em outro. “Quem, EU? eu tinha respondido com grande surpresa. O EU usualmente feliz, alegre e amável? Ela deve estar delirando ou talvez amuada e simplesmente projetando, afinal, eu sabia que era quase perfeita, durante quase todo o tempo… ela deve estar falando de outra pessoa! (sorri novamente) Não, eu estou falando sério, Mamãe”, ela insistiu.

Assim o que está acontecendo? Era este outro estranho e sem precedente sintoma da ascensão? O humor extremo oscila de um momento para o outro com grandes extremos ao experienciarmos o mundo ao redor de nós? Sim, sim e sim novamente.

Depois que experienciamos a grande desconexão da velha realidade (aproximadamente próximo à Outubro de 2008, mas realmente começando a se manifestar de Julho em diante), nós fomos então libertados e começamos lentamente o processo que esta experiência monumental criou. Perdendo o sentido de nossos velhos eus, sentindo-nos desorientados, sem orientação, confusos, ou até inúteis, pois os nossos velhos papéis agora acabaram, nós começamos também a nos re-conectarmos lentamente com algo muito novo e diferente… e mágico certamente.

Esta grande separação de uma realidade para outra foi absolutamente distinta, dramática e muito completa. Nós tínhamos conseguido ancorar a vibração do velho mundo e agora era o momento de partirmos para uma nova terra, onde as coisas eram mágicas, tranqüilas, felizes, amorosas e onde todas as nossas necessidades eram milagrosamente satisfeitas. Mas nós estamos ainda no processo de adaptação, pois este tem sido um salto vibracional substancial. O abismo entre o velho mundo e a nova realidade é agora muito grande e também muito distinto. Deste modo, há uma imensa polaridade presente, e, portanto, enquanto continuamos ainda a transpormos de uma realidade para outra, podemos realmente nos sentir bipolares.

Enquanto progredimos em nossa jornada espiritual evolutiva, nós perdemos muito lentamente a tolerância pelas energias de vibração menos elevada. Inicialmente podemos nos tornar irritados por elas, então podemos desejar de modo culpável, que não tínhamos que estar ao redor delas, e eventualmente chegamos a um ponto onde dizemos: “Livre-me daqui!” A nossa intolerância então se torna total, e o ser amoroso que podemos sentir que deveríamos ser, parece ter sido estranhamente substituído por um impostor dentro de nós, que sente repulsa pelas energias de vibração menos elevada.

“O que aconteceu ao meu eu espiritual?” podemos imaginar. “Eu não pretendia ser amoroso e gentil com todos os outros? Ao não ter uma vibração mais elevada significa que eu sou agora uma pessoa perfeitamente amorosa e compreensiva, para fazer aqui os outros se sentirem melhor quando estiverem ao meu redor?”

Com este abismo extremo agora presente de uma realidade (ou dimensão) para outra, as nossas reações então, são extremas também. A lacuna é agora muito grande. Quando estamos nas dimensões menos elevadas, ou nas vibrações menos elevadas e mais densas, podemos nos sentir absolutamente horríveis. Muito horríveis. Isto pode se manifestar como uma grande raiva, dor, frustração, tensão, e uma verdadeira atitude de irritação. E então, muito subitamente, podemos encontrar algo com uma vibração mais elevada e podemos imediatamente nos sentir felizes, sadios, alegres e em um espaço naturalmente adequado.

De um extremo ao outro, podemos começar a imaginar o que no mundo está acontecendo dentro de nós. E com uma tolerância próxima a zero por qualquer coisa que tenha uma vibração menos elevada, podemos perceber que não nos apreciamos muito, pois as nossas reações a estas vibrações estão criando sentimentos desagradáveis em nós. Se você é uma mulher de idade da menopausa, poderia ter recentemente decidido ter os seus níveis hormonais checados, imaginando se esta é a culpada, mas com muitos tendo esta experiência, talvez isto não seja devido a uma causa física.

A ascensão tem sempre imitado a menopausa, tanto nos homens como nas mulheres de todas as idades. Portanto, sentimentos de “Eu tive o suficiente”, ou “Eu estou preparada para concluir”, ou talvez “É o momento para mim ainda?” são muito comuns, pois fizemos muito para auxiliar este planeta desde a nossa chegada. Irritação, perda de memória, uma necessidade para o cuidado próprio, e um desejo de avançar, são simplesmente parte de nosso processo evolutivo espiritual neste atual estágio, ainda que estas coisas realmente imitem a menopausa.

Sentimentos de tensão, pressão, e irritação são também sintomas comuns, pois quando migramos mais, as energias se tornam compactas, porque qualquer coisa que tenha uma vibração menos elevada dentro de nós precisa ser “esmagada”, a fim de que nos tornemos alinhados. Podemos nos sentir como se houvesse agora muito mais energia fluindo dentro de nós, podemos nos sentir como se tivéssemos nos expondo muito, tendo pressão no peito, sentindo-nos talvez como se fôssemos atingidos com uma excessiva dose de cafeína, ou talvez termos até dificuldade para dormir, pois muita energia está fluindo agora através de nós. Deste modo, os “alinhamentos” nem sempre parecem notáveis. Depois que as energias são esmagadas e os ajustes são feitos, nós sempre nos sentimos melhor… pelo menos até a nossa próxima fase de expansão! Quanto mais elevado for o espaço evolutivo que ocupamos, menos as energias de vibração menos elevada estão presentes. Isto é porque o amor é a derradeira energia que permanece. Assim, nós perdemos mais e mais de nós mesmos enquanto as coisas progridem, resultando em uma necessidade de nos ajustarmos ou nos tornamos totalmente desconfortáveis.

Este último movimento acima não é diferente. Nós estamos nos ajustando agora de um grande modo em relação aos limites e como interagimos com as energias ou dimensões menos elevadas. Nós estamos muito mais afastados delas agora, assim deste modo, elas parecem absolutamente intoleráveis ao estarem por perto. Além disto, nós estamos tão quites com elas, que podemos nos tornar exasperados e zangados quando elas se apresentam em nosso espaço.

Adicione a isto os desafios do ano passado, talvez parecendo um saco para treino de boxe, pois muitos foram atacados continuamente, e pode ser extremamente difícil estar perto de qualquer coisa desagradável. Nós estamos realmente preparados para o novo, para a nossa Terra Prometida ou pelo menos um pouco de descanso, e talvez até uma experiência de uma ordem muito mais elevada.

Mas as dimensões mais elevadas estão aqui também. Milagres e novas conexões surpreendentes estão começando a se manifestar, sentimentos magníficos estão ocorrendo, mesmo que a intervalos imprevisíveis, e estamos bem em nosso caminho para uma realidade melhor e nova para nós mesmos.

Há várias semanas eu comecei a ter sonhos sobre as intenções originais, ou melhor, sobre as conexões primitivas. Por exemplo, uma noite eu tive uma imagem rápida do dia 16 de Dezembro. Minha filha nasceu no dia 24 de Dezembro, mas a sua data exata foi o dia 16. A mensagem aqui, ou a programação que eu estava recebendo era sobre as intenções originais. Por muitos anos agora, estivemos ajustando as nossas energias a fim de permanecermos em alinhamento como um planeta. Nós tivemos que nos ajustar para permanecermos equilibrados quando muito estava fora do equilíbrio. Agora, nós conseguimos retornar às intenções originais e primitivas, às verdadeiras conexões e alinhamentos, e ao que sempre planejamos para o planeta. Estes novos e puros alinhamentos estão ocorrendo dentro de nós, pois podemos finalmente voltar a quem realmente somos e ao que viemos fazer… instalarmos o Novo Planeta Terra. Assim deste modo, nós estamos nos preparando para os nossos novos papéis realmente.

Além disto, e nesta mesma nota, nós estamos limpando e liberando novamente, mas é muito diferente desta vez. De um modo estranho, nós fomos um pouco para trás no ano passado ou dois. Nós decidimos aguardar até que um número suficiente das massas tivesse uma oportunidade de alcançar, antes que avançássemos, assim deste modo, nós estávamos presos em um degrau menos elevado da escada da ascensão por muito mais tempo do que possamos ter desejado (mas as nossas almas decidiram que ficaríamos, assim todos estavam bem onde era necessário estar). Por causa disto, nós assumimos mais das energias de vibração menos elevada (portanto, o “sermos atacados”) do que tínhamos no passado… e estas energias eram energias com as quais estávamos quites. Assim agora, estamos liberando e clarificando estas experiências novamente.

A razão pela qual isto é diferente desta vez é porque era um tipo de experiência de acréscimo, ou extraordinária e de uma experiência complacente. Mesmo após termos concluído e as nossas vibrações estarem muito elevadas para termos estas experiências novamente, nós ficamos envolvidos com as energias menos elevadas, pois estávamos esperando o momento adequado para partirmos. Assim então, nós precisamos agora nos libertar ou removermos o resíduo criado destas experiências (espero que tudo isto faça sentido).

Quando eu comecei um processo de ascensão muito acelerado há muitos anos (pois eu estava bem atrás com as intenções da minha alma), eu experienciei sonhos estranhos e intensos por um período de tempo. Estes eram fragmentos de informações e imagens que passavam rapidamente por mim na noite, pois eu estava liberando o velho… quase como uma revisão da vida. Isto está acontecendo novamente para mim, mas a um grau muito menor. Nós estamos liberando em nossos sonhos o que não precisamos mais nos conectar. Assim mesmo se vocês não tiveram qualquer tipo de cura intencional por algum tempo, podem subitamente desejar ter algum tipo de clarificação. Ainda assim, o processo da ascensão sempre cria o que ele precisa, muito naturalmente, tudo por si mesmo, sem quaisquer auxílios intencionais.

Enquanto começamos a avançar, distantes das energias de vibração menos elevada do passado, podemos também ficar muito interessados em nossa própria saúde e bem estar pessoal. Agora ao termos o tempo para cuidarmos de nós mesmos, para fazermos ajustes na dieta, exercícios, etc., finalmente é o nosso momento por algum tempo. Aos níveis da nossa alma, sabemos que precisamos ser puros interiormente, a fim de cumprirmos os nossos novos papéis.

Então e quanto a navegarmos nas dimensões? Como podemos permanecer sãos e felizes quando tivermos que estar no velho em certos momentos? Termos reações muito adversas às velhas energias é um grande sinal de que não pertencemos mais lá. Está nos sendo dito para partirmos e prosseguirmos ao nosso novo espaço e a nossa nova realidade.

Quanto mais elevada for a nossa vibração, mais as intenções não são mais viáveis. As intenções são durante muito tempo consumidas pelas energias muito diretas e rápidas que existem em uma dimensão mais elevada (isto é tratado com mais detalhes em Entrando Na Nova Realidade). Portanto, navegar nos reinos mais elevados realmente se torna muito mais simples. Nós não precisamos então, fazer de qualquer coisa a nossa intenção, pois atraímos muito natural e rapidamente o que está dentro de nós.

Deste modo, podemos agora perceber que as portas que se fecham, assim o fazem porque elas não estão em alinhamento com quem somos agora. Muitas portas estão se abrindo para nós agora… novos acessos que podem ter sido bloqueados em tempos passados. E estes acessos, milagres, ou portas, podem se abrir se somente muito brevemente, exatamente quando elas são necessárias, e então se fecham novamente. Além disto, sempre que percebermos que uma porta está fechada, ou que algo está muito difícil para termos acesso, ou melhor, sem um fluxo fácil, com muitos bloqueios, este é o nosso grande sinal de que esta é a direção errada ou a manifestação errada para nós.

Outro cenário comum da ascensão que se apresenta freqüentemente é o arrebatamento ou o agarramento das energias menos elevadas quando se navegava agora para uma dimensão mais elevada. Isto pode se manifestar de muitos, muitos modos, de coisas no reino da natureza que nos fazem tropeçar quando caminhamos, com indivíduos que nos agarram, não querendo que partamos, com as velhas energias que nos pedem novamente para voltarmos e fazermos o que costumávamos fazer.

Se formos sempre tentados a nos intrometermos e a auxiliar, provavelmente nos tornaremos como o nadador que tenta salvar uma vítima de afogamento, enquanto somos puxados para baixo e terminamos por nos afogar. Quanto mais elevada for a nossa vibração, mais vigilantes precisamos ser… permanecermos em nosso verdadeiro e legítimo caminho… desconsiderarmos as opiniões e idéias dos outros… permanecermos nestes novos e mais elevados reinos em que somos tão abençoados por sermos envolvidos.

Outro sintoma comum da vibração mais elevada? A solidão. Quanto mais evoluímos, menor se torna o nosso círculo de amigos. Eventualmente, nos encontramos conectados apenas com poucos amigos muito leais, atenciosos, amorosos e muito especiais. Meu companheiro estelar me disse no outro dia que os meus amigos seriam novamente “raros e poucos”. Ui! foi a minha primeira reação até que compreendi que estes relacionamentos muito especiais seguem intensos e puros e são presentes muito especiais realmente. No restante do tempo, estaremos atendendo ao nosso serviço à humanidade e as nossas conexões e lealdades serão em relação a auxiliar outros. Eventualmente, as comunidades se formarão quando um número suficiente de almas estiver preparada, mas este é o cenário atual para alguns.

Enquanto nos aproximamos mais para nos tornarmos os anjos da terra, começamos a aprender modos muito novos de ser realmente. Eu já estou começando o primeiro dos mini-livros eletrônicos do Anjos da Terra Emergentes, que tratarão com grandes detalhes de nossos novos papéis, como navegarmos nas dimensões e permanecermos sãos, mais sobre as nossas fachadas de limites dimensionais, e mais dos estranhos e surpreendentes sentimentos que encontramos enquanto evoluímos. Estes mini livros eletrônicos lhes serão oferecidos neste web site somente através de doações, pois estes momentos de transição podem apresentar circunstâncias incomuns, mas temporárias para muitos. Há muita informação sobre as nossas novas mudanças a serem oferecidas exclusivamente em uma mensagem de ASAS.

Para os nossos amigos especiais da Austrália: Nossos corações e preces partem para vocês enquanto vocês experienciam perdas tão grandes através de seus incêndios recentes. Saibam que vocês estão intensamente preparados para o novo, pois muito está sendo afastado para o seu novo alicerce. Vocês formarão uma estrela brilhante para o nosso mundo e nós os amamos muito!

http://www.novasenergias.net/oquesepassanoplanetaterra/      

Muito amor e contínua gratidão
Até à próxima vez,

 

Karen  
 

 

Tradução: Regina Drumond: reginamadrumond@yahoo.com.br

Anúncios

6 pensamentos sobre “O que se passa no Planeta Terra?

  1. Olá Karen, bom dia!
    este parágrafo para mim ñ é totalmente entendivel:
    “O que aconteceu ao meu eu espiritual?” podemos imaginar. “Eu não pretendia ser amoroso e gentil com todos os outros? Ao não ter uma vibração mais elevada significa que eu sou agora uma pessoa perfeitamente amorosa e compreensiva, para fazer aqui os outros se sentirem melhor quando estiverem ao meu redor?”
    Pode me dar a sua opinião? Agradeço.
    Américo Bicho

  2. Olá Karin,
    tenho lido um pouco sobre as mudanças no planeta Terra, e sobre a grande Fraternidade Branca. Porém encontrei no orkut uma comunidade em que se fala sobre a abertura de portais em vários pontos do planeta, que deveriamos atravesá-los, que encontrariamos casas e lugares bonitos do outro lado, e que apenas aproximadamente 2 bilhoes de pessoas conseguiriam atravesá-los, e que outros 4 bilhoes ficariam de fora, e voltariam para o Deus criador ou talves ganhariam um novo corpo e teriam uma nova chance.
    gostaria de saber o vc pensa de tudo isto…
    obrigada

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s