Egoísmo no relacionamento!


Olá queridos leitores, ando muito sem tempo de escrever e responder post por post, por esse motivo sempre peço que uns ajudem aos outros também, todos tem experiências que podem vir a ajudar nossos “amigos virtuais”.

O que venho dizer hoje é o que muitos tem me questionado em relação a relacionamento, ou que está desgastada, brigas, contendas, falta de controle, famílias e casais sendo destruídos por um monte de motivos, mas resumo esses motivos todos em uma palavra só chamada egoísmo.

Os homens reclamam das mulheres e as mulheres dos homens, é absurdo estarmos nesse planeta há milênios e ainda não haver entendimento entre homens e mulheres.

Querem um bom relacionamento? Tem que aprender a andar na mesma direção, e que os dois tenham os mesmos ideais, sonhos, metas, e acima de tudo amor próprio,que não é egoísmo e amando a si mesmo fica fácil amar seu companheiro(a).

Escuto tanta coisa como egoísmo: primeiro minha faculdade, meu futebol, minha novela, meus filhos, meu hobbie, meu doutorado, minha vida, minha vida ,minha vida…e como quer andar com um companheiro(a) se não existe espaço para essa pessoa se tudo vem antes do relacionamento a dois.

É o casal que segura o relacionamento. O casal é a estrutura, mas os casais andam egoístas demais, ambos com seus trabalhos, e “vidas particulares” o resto que se exploda, filhos são os que mais sofrem. Não existe juntos e sozinhos, vai dar problema, senão a palavra casal não precisaria existir.

Quanto mais perdido o casal estiver, mais o relacionamento tende a se destruir, os dois têm que se amar e ir em direção as mesmas metas e sonhos, e ponto. Claro que um terá uma coisa para fazer e o outro outra, mas tudo tem que convergir ao mesmo lugar, a casa, uma viagem, o bem estar dos filhos, amigos e todos que os cercam. Se o casal estiver bem, tudo fica bem.

Esse negócio também de virtualidade dentro dos relacionamentos tem destruído a maior parte de muitos relacionamentos, as desculpas são várias, mas a pior é…”Sinto um vazio”, todo mundo sente e tem que saber lidar com isso, esse vazio é inerente da raça humana e se supera todo dia o vazio, ai então começam as traições virtuais e buscas de “quem entenda melhor”… se entenda melhor  que não há necessidade de uma terceira pessoa no relacionamento, pois senão uma pessoa terá que buscar em várias pedacinhos em várias pessoas que a deixem feliz e não terá um relacionamento a dois saudável.

Parar de jogar a culpa da infelicidade nas costas do outro, se encostar emocionalmente no outro e “que venha ao meu reino, mas ao vosso reino nada?”, egoísmo de novo, cada um é responsável por seu vazio e sua felicidade, ambos moram dentro de cada um de nós, o bom é fazer a opção do bem e completar o outro, não sugar e vampirizar como se o outro fosse o responsável pela sua eterna felicidade, “completude”, “complemento”, sonhos e metas, deixem os egoísmos e competições, aprender a cumplicidade do amor é lindo e possível.

Se um casal esta em perfeita sintonia não terá inseguranças, afinal o que prevalece é a transparência de um para com o outro e a cumplicidade, isso já é um bom caminho para o amor a dois, cansei de dizer que ciúmes não é tempero, e sim veneno.

Pude presenciar faz pouco tempo um casal onde ele não queria tomar nenhuma atitude em relação à esposa, o marido preocupado com as coisas dele, e se ela solicitava algo ele automaticamente jogava na cara dela algo que fez por ela. Que raio de amor é esse? Ele a julgava de atrapalhar os planos dele caso ela precisasse dele. Ela tendo um problema de saúde que não é bom para ela passar por tristezas e stress, tudo que ela solicitava ele fazia o contrário ou não fazia nada, e ela se matando para fazer tudo dar certo em casa, manter amor e ordem como? Com uma pessoa egoísta? E ai dela coitada se precisasse dele, em questão de dias jogava na cara dela que havia ajudado ela, e isso e aquilo (quem ama não faz isso). O que me abisma é ainda ele dizer que amava ela.

Quanta mentira será que a raça humana realmente esqueceu o que é amor e a palavra amor se tornou apenas divina?

Amor a dois não é conveniência, costume, acostamento, porto inseguro. Será que é viver um está ruim, mas está bom?

Outra questão é aquela que ando vendo o “não largar o osso”, acho absurdas pessoas infelizes consigo mesmas, com o relacionamento e não mudar nada, continuar na mesmice, ser infeliz e ir levando achando que um dia algo muda ou daqui a pouco cai umas migalhas de amor. Lembra-me uma frase “NADA MUDA SE VOCÊ NÃO MUDA.”

Parar de implorar amor por quem não te ama é digno para alma, se ame primeiro e não espere migalhas, e jamais espere limoeiro dar maçã, limoeiro dá limão mesmo.

Outro despautério é ouvir, “não sei se gosto de você ou de outra pessoa”. Parem com essas palhaçadas, ou amor não é amor mais (quem dá outro nome para isso?) se não se sabe de quem se ama é porque a própria pessoa não conseguiu se gostar e se organizar internamente, terapia ajuda demais nesse processo e eu recomendo sim.

O amor passa por fases, nem sempre será a maravilha do começo cheio de paixão, mas ele tende a se transformar em uma cumplicidade bem maior, onde o casal se une cada vez mais em prol de vidas em comum.

Infelizmente por esses dias, vi também um casal onde o homem colocava tudo dele em primeiro lugar e a esposa era “o tempo que sobrasse”. Ela é uma sobra? E o comportamento de jogar na cara que ela também atrapalha o tempo dele, isso é absurdo.Ficar sozinho é melhor que machucar o coração alheio.

Estamos em uma transição cultural que vai demorar um pouco, e vou dar sim daqui a pouco um texto para homens e para mulheres, com os levantamentos de todos os problemas que estão impedindo as famílias de serem apenas felizes.

Todos em uma família vão possuir defeitos e qualidades, mas vamos prezar por ver as qualidades dos companheiros.

Dicas simples para unir mais um casal:

  • Sempre façam compras juntos (em caso de um doente, o outro pode fazer a compra com amor e sem jogar na cara).
  • Até na padaria ir junto também.
  • Façam planos de viagens (mesmo que curtas).
  • Namorem (independente de terem filhos pequenos).
  • Parem de falar apenas de contas e filhos o tempo todo.
  • Nada de colocar o outro ou sentimentos do outro em último lugar.
  • Resolvam pendências e conversas antes de dormir, pois dormir brigados trás problemas e a saúde também pode ser afetada.
  • Jamais diga para pessoa que ama que ela é um problema, afinal todos tem problemas.
  • Valorize e preze com amor seu relacionamento.
  • Cuide da pessoa amada quando doente, afinal depois pode ser você a ficar doente.
  • Zele pelo bem estar da casa como um todo.
  • Se o relacionamento for embasado em inseguranças é porque inseguro está um ou outro, e isso se resolve com profissional, para isso eles existem.
  • A culpa de qualquer problema jamais é de um só, olhe sempre sua participação no erro.
  • Aprender a pedir desculpas já está virando dom.
  • Diga desculpas quando errar, todo mundo erra, assuma seus erros.
  • Nunca empurrar situações mal resolvidas para depois, ou “um dia” tenha espírito prático e resolva as pendências.
  • Sempre diga que ama quem você ama.
  • Colocar mais pessoas dentro do seu relacionamento a dois, é mais problemas e graves.
  • Corte o passado e viva feliz com seu companheiro(a) visando programações a dois para o presente momento e o futuro próximo.
  • Jamais permita que ex maridos, ex mulheres, ex namoradas, ex noivos atrapalhem o relacionamento do casal, quem impõe o limite é você.

Mais posts a respeito virão.

Viva hoje com amor, pois amanhã não se sabe de nada.

Sorte Sempre!

Karin Klemm

Anúncios

6 pensamentos sobre “Egoísmo no relacionamento!

    • Querida Karen, fiquei muito feliz em ler seu blog, gosto muito do assunto, passo por um problema em meu relacionamento muito dificil, gostaria que voce falasse algo a respeito em seus futuros posts.
      Namoro um padre há cerca de um ano, o amo muito, mas ele “pertence” a igreja, aos paroquianos e a familia e nao a mim… e isso me machuca tanto, pois o amo muito e me dou totalmente a ele.
      lendo seu texto e sua analise sobre egoismo nos relacionamentos me fez lembrar disso.

      abraços

    • Querida Karen, fiquei muito feliz em ler seu blog, gosto muito do assunto, passo por um problema em meu relacionamento muito dificil, gostaria que voce falasse algo a respeito em seus futuros posts.
      Namoro um padre há cerca de um ano, o amo muito, mas ele “pertence” a igreja, aos paroquianos e a familia e nao a mim… e isso me machuca tanto, pois o amo muito e me dou totalmente a ele.
      lendo seu texto e sua analise sobre egoismo nos relacionamentos me fez lembrar disso

  1. Karin,
    Parabéns, vou indicar o seu blog para minha namorada e para a familia, se todos conseguirmos viver da forma que você colocou, seriamos muito mais felizes um com o outro. Nestes dias que vivemos é maravilhoso que existam blogs de pessoas como você tratando deste assunto e dando dicas preciosas para uma vida feliz a dois e em familia,
    Obrigado!
    Caras.

    • Agradeço gostar do meu trabalho que faço com a alma, apenas colocando as experiências de nós seres humanos aqui na terra, que estamos aprendendo a viver melhor a cada dia.
      Abs, de luz a vc e todos os seus queridos!
      Sorte em tudo sempre!
      KK

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s